-Publi-A-

Entorpecente: Detentos de Parintins cultivavam planta na cela da delegacia

Eldiney Alcântara / Cleimer Carneiro | 24 Horas
[email protected]

A ousadia de detentos de Parintins surpreendeu a Polícia Civil nesta segunda-feira, 12. Após uma revista realizada na Delegacia Interativa de Polícia (DIP), foi encontrado em uma das celas do prédio um recipiente com terras e uma planta que, segundo o delegado Adilson Cunha, possivelmente seria usada para fazer substâncias entorpecentes.

O recipiente plástico funcionava como vaso e estava escondido em uma das celas. “Foi achado um recipiente com terra, que provavelmente poderiam estar pensando em fazer plantação de substâncias supostamente entorpecente. Isso aí vai ser averiguado também”, disse o delegado Adilson.

Não foi revelado como o objeto entrou na sala e nem como os detentos conseguiram cultivar por a planta. A polícia não confirmou se o vegetal era maconha, mas afirmou que vai investigar mais a fundo o caso. “Todo procedimento vai ser mantido. A gente já fazia essa triagem da entrada de algumas roupas, na realidade, até porque alguns são detentos de justiça e alimentação já vem direto do presídio. Mas, as roupas e material de higiene, eles costumavam receber. Porém, todo esse material era revistado”, explicou o delegado.

O caso também criou um outro e mais grave problema. A polícia suspeita da participação de funcionários do presídio na entrada de objetos para os presos. “A pessoa que está facilitando a entrada desses aparelhos será responsabilizada”, garantiu o titular da delegacia.

você pode gostar também