Equipe de afiliada da Band no Paraná é feita refém por integrantes do MST

A repórter Patricia Sonsin e o cinegrafista Davi Ferreira, da TV Tarobá, afiliada da Band em Cascavel (PR), foram feitos reféns por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na tarde da última quarta-feira (9/3), enquanto gravavam uma reportagem sobre invasão a duas fazendas em Quedas do Iguaçu.

Segundo a emissora, os repórteres se aproximaram da área para fazer imagens quando cerca de 50 integrantes do MST, armados com escopetas, facões e pedras, se aproximaram do carro da equipe. Eles ameaçaram quebrar os equipamentos e celulares dos profissionais e obrigou que seguissem o grupo até uma espécie de acampamento, onde foram ameaçados.
A Polícia Militar (PM) de Quedas do Iguaçu foi acionada, mas argumentou que não possui acesso às propriedades para poder tomar alguma providência. A ação do grupo durou aproximadamente 20 minutos. O MST negou que tenha feito os jornalistas reféns e disse que só pediu para que eles deixassem o local.
Em nota, a A TV Tarobá repudiou o ocorrido. “A equipe da Tarobá tentava se aproximar pra fazer imagens e pra tentar uma entrevista com alguém do MST, exatamente para que o movimento pudesse ter espaço de defesa das acusações de ocupação de fazendas naquela região”, destacou.
Também em nota, a Associação Beltronense de Imprensa (ABI Sudoeste) criticou a conduta do MST e cobrou punição aos responsáveis.”É um absurdo privar a imprensa de ir em busca da informação e mais absurdo ainda é que parece que para o MST não existe lei nesse país.”
Fonte: Portal Imprensa
você pode gostar também