-Publi-A-

Ex- presidiário é morto após ser atingido por dois tiros em Parintins.

Marciano deu entrada no Hospital Padre Colombo ás 00:35.

Marciano bebia com outras pessoas quando foi surpreendido por dois tiros disparados por desconhecidos.

Da Redação | 24 horas

[email protected]

Parintins (AM) – Já passava da meia-noite quando o ex-presidiário Marciano Pereira Lopes, 36, foi alvejado por dois tiros enquanto bebia com amigos na calçada de um estabelecimento comercial na rua Maués, bairro Nossa Senhora de Nazaré, em Parintins. Dois homens desconhecidos, em uma moto biz, pararam na frente da vítima e, segundo testemunhas, dispararam três vezes. Apenas dois tiros atingiram Marciano, um na perna e outro no glúteo, que percorreu parte do abdômen causando hemorragia interna.

Ao dar entrada no Hospital Padre Colombo, a equipe médica – comandada pelo médico Gleidson Sarrazin ainda tentou reanimá-lo, mas não obtiveram sucesso. “Ele chegou com vida, mas perdeu muito sangue”, contou um funcionário do HPC.

No local dos disparos, Anderson Pereira dos Santos, 30, contou que ele e outras três pessoas estavam com Marciano quando dois homens chegaram e dispararam quase que à queima roupa.  “Nós ‘já tava pra sair’ quando chegaram dois caras numa moto biz, um estava com uma camisa rosa e outro de camisa preta e chegaram atirando aqui na gente”, contou. No momento dos disparos eles se jogaram no chão, apenas Marciano foi atingido. “Foram três tiros, mas só dois atingiram ele”, lembra.

A reportagem ouviu outras pessoas que estavam no local, mas que, com medo, preferiram não falar sobre o assunto. A sobrinha de Marciano, Franciele Lopes Rodrigues, 27, lembra que não foi a primeira vez que atentaram contra a vida do tio. “A primeira vez foi na francesa, mas ele conseguiu fugir”, explica.

A família não acredita em acerto de contas. “Eu acho difícil, pois ele não devia ninguém”, contou.

você pode gostar também