Família tem casa invadida e acusa polícia de peculato

Foto: Ilustração

Eldiney Alcântara e Josias Silva | Especial para o Parintins 24 Horas

[email protected]

Uma dona de casa, que preferiu não se identificar, moradora do bairro Nazaré, registrou na Delegacia Interativa de Polícia de Parintins (DIP) um crime, segundo ela, cometido por policiais militares. O fato aconteceu na madrugada desta segunda-feira, 12, e passa por investigação.

A doméstica relata que policiais invadiram a residência a procura de pertences do filho dela, preso pela polícia recentemente.
Durante a revista, os policiais reviraram gavetas e outros compartimentos. No quarto do jovem preso foi encontrada a quantia de R$ 2.400,00 e um cofre de moedas, que foram apresentados na delegacia e em seguida devolvidos a família.

O comandante do 11° Batalhão da Polícia Militar de Parintins, Tenente-Coronel Corrêa Junior, informa que não recebeu nenhum documento oficializando a denúncia, mas vai apurar os fatos. “Nós estamos apurando e gostaríamos que a senhora procurasse o quartel pra gente poder entender o que aconteceu e apurar os fatos”.

O crime de peculato é definido pelo Código Penal (artigo 312) como “a apropriação, por parte de um funcionário público, de um bem a que ele tenha acesso por causa do cargo que ocupa”. A pena para quem comete peculato é de 2 a 12 anos de prisão e multa.

você pode gostar também