-Publi-A-

Fantástico revelou escuta de negociação de Adail Pinheiro para conhecer ‘bebê’

Manaus – Em sua edição do dia 26 de janeiro de 2014, o programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, mostrou uma gravação telefônica de agosto de 2007, em que o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, conversa com seu então secretário de Administração, Adriano Salan, sobre uma jovem que Adriano tinha acabado de conhecer.

Adriano: é um bebê, agora que olhei direito, que bebezinho.

Adail: traga logo aqui para eu ver logo.

Adriano: meu irmão é um bebê chefe, que sorriso lindo, branquinho, branquinho. Deixa a gengiva vermelhinha, cabelão.

Adail: ai meu Deus, traga.

Adriano: teu número, patrão. Eu vou levar aí.

A conversa é uma das provas contra Adail. A Polícia Federal gravou, com autorização da Justiça, vários telefonemas do prefeito e do grupo que, de acordo com as investigações, identificava e aliciava as vítimas para ele.

Aliciador: essa menina é da alta sociedade, coisa de doido, bicho, tu vai enlouquecer, tu vai me dar é uns três paus pra namorar com essa mulher.

Adriano: então um dia, apresenta pro chefe, parceiro; isso é coisa pro chefe, não é pra mim.

Aliciador: essa aqui é mulher pra ti, não é pro chefe, é mulherão mano; o chefe gosta de dente pequeno.

Uma criança, entrevistada pelo programa, disse: “Dali ele me levou pro quarto. E me estuprou, porque eu pedi pra ir embora”. Ela revela que, nessa época, tinha 10 anos.

O programa relembrou que, entre as vítimas, estava uma menina de 13 anos que havia mostrado na semana anterior , em um vídeo gravado pelo Conselho Tutelar. Segundo os promotores, ela tinha sido prometida ao prefeito para a noite do Réveillon. Mas conseguiu fugir. Adail afirmou que as denúncias foram fabricadas.

Na época, Adail respondia a 70 processos. Entres eles, formação de quadrilha, desvio de dinheiro público, fraudes em licitações e crimes sexuais.

O Fantástico perguntou à promotora de Justiça Leda Mara Albuquerque: há dúvida da ação desse homem, do prefeito de Coari? Ela respondeu: você está perguntando pra quem está investigando e por tudo o que eu já ouvi aqui eu digo que não.

Do d24

você pode gostar também