Feira do Polo Digital de Manaus chega à 3ª edição com novos negócios e intercâmbio de conhecimentos

Com mais de 50 expositores, diversas ideias para a melhoria não só da indústria, mas também de outros setores, a Feira do Polo Digital de Manaus chega a sua 3° edição de forma híbrida: presencial e online.

A abertura, nesta quinta-feira (9), contou com a presença de diversos representantes das entidades realizadoras.

A feira é um espaço para novos negócios. O produtor cultural Leandro Tapajós tem uma startup cultural e, no primeiro dia do evento, já conseguiu investimentos.

“O nosso trabalho está muito voltado a levar a arte e a cultura para internet, por meio de produtos culturais. Inicialmente sites, conteúdos audiovisuais, texto e futuramente aplicativos, e outros tipos de produtos na área tecnológica, mas fazendo esse casamento: cultura e tecnologia”, disse.

Leandro Tapajós tem uma startup cultural no Amazonas. — Foto: Rede Amazônica

No stand da Fundação Paulo Feitosa (FPF), diversas ideias estão sendo apresentadas para problemas existentes nas indústrias, como na economia de energia e na otimização do processo de inventário de estoques em altura.

“O Polo Digital é uma iniciativa maravilhosa. A gente já é, aqui em Manaus, um polo de tecnologia muito forte, com empresas e institutos muito forte. Então essa integração é pra gente se notar, se conhecer, buscar parcerias e tornar Manaus cada vez mais forte nesse mundo de tecnologia”, disse Alexandre Amorim, gerente de projetos da FPF.

 

Projetos da FPF são expostos na Feira do Polo Digital de Manaus. — Foto: Rede Amazônica
Projetos da FPF são expostos na Feira do Polo Digital de Manaus. — Foto: Rede Amazônica

Você já deve ter ouvido falar sobre o acúmulo de créditos ao descartar resíduos sólidos. Essa iniciativa já é conhecida em outros lugares do mundo, mas aqui em Manaus uma empresa busca parcerias para implantar esse projeto.

“Manaus já conta com 25 pontos de entrega voluntária (PEV), distribuídos em supermercados, um serviço que a prefeitura já oferece através de parceria com a rede privada. O intuito de trazer esses equipamentos é digitalizar esses PEVs. Quando você digitaliza, você consegue não só fazer o benefício da logística reversa, mas também gerar um programa de pontuação e devolver, dar para a população um benefício, como crédito de celular, pontos em livraria ou até cashback”, explicou Fernando Lindoso, representante da empresa Triciclo.

 

Empresa Triciclo. — Foto: Rede Amazônica
Empresa Triciclo. — Foto: Rede Amazônica

A Feira do Polo Digital de Manaus vai até sábado (11), sempre das 14 às 22h, no Centro de Convenções Vasco Vasques. Para participar, é preciso fazer a inscrição gratuita no site: feiradopolodigitaldemanaus.com.br.

Com informações do g1

você pode gostar também
..