-Publi-A-

Feridos, dois mortos e rastro de destruição marcam noite de terror em Barreirinha

Hoje pela manhã o que se via em Barreirinha, após uma noite de protesto, eram cenas fortes de destruição

Barreirinha (AM) – Um grupo revoltado queria fazer justiça com as próprias mãos retirando da Delegacia de Polícia um homem suspeito de abusar sexualmemte e matar uma criança de 1 ano e 5 meses de idade.

Manifestantes mais exaltados incendiaram duas viaturas da Polícia Civil, depredaram a delegacia usando pedras e pedaços de pau, em seguida, tentaram incendiar o prédio da polícia, onde o acusado de estupro se encontrava preso. Além do acusado, outros detentos támbém estavam nas celas e durante o tumuto muito deles conseguiram se evadir.

Viaturas da Polícia Militar foram retiradas a tempo do local para não serem destruídas. O tumulto foi contido com a chegada do reforço policial da cidade de Parintins e de Boa vista do Ramos.

Cinco pessoas alvejadas

Durante a manifestação cinco homens foram atingidos com disparo de arma de fogo, dois morreram e três seguem internados no hospital de Barreirinha.

Otávio Gabriel de Souza Lopes, 20 anos, foi alvejado com um tiro no pescoço e não resistiu.
Roniel Viana de Carvalho, 26 anos, foi alvejado na cabeça. Ele ainda chegou a ser removido para Parintins, mas também veio a óbito. Os outros três seguem em estado estável, sendo que dois foram atingidos no rosto e outro na perna.

Hoje pela manhã policiais militares fizeram um cerco nos trechos das ruas da delegacia.

Acusado transferido para Parintins

O acusado (não teve o nome divulgado) de ter estuprado e matado uma criança de um ano e cinco meses de idade, em Barreirinha, foi transferido para Parintins. A confirmação foi feita pelo comandante do 11º batalhão de Polícia Militar de Parintins, Tenente Coronel Correa Junior.

O oficial enviou relato sobre a ocorrência

“Um cidadão estuprou e matou uma criança de um ano. Ele foi pego na comunidade TERRA PRETA. Essa prisão foi feita pela PC. Dois policiais civis deslocaram para o local e trouxeram o infrator, porém quando chegaram em Barreirinha a delegacia já estava cercada.

Somente após verificarem essa situação foi que solicitaram apoio da PM.

Enquanto a população tentava invadir a delegacia houve um confronto com a polícia civil onde três pessoas foram baleadas, tendo uma vindo a óbito. Foi deslocado para apoiar a situação nove policiais militares de Parintins, com material de choque, e cinco de Boa Vista do Ramos a fim de resguardar o local e retirar o infrator do município. A situação perdurou até as duas horas da manhã onde, após a intervenção da Força Tática com uso de material de distúrbio civil, conseguimos retitá-lo do local e conduzi-lo à Parintins. Antecipa permanece no local até acalmar os ânimos. Mesmo após a retirada, a população conseguiu invadir a delegacia e depredou-a, tentaram invadir também o quartel mas foram impedidos.

Na delegacia não havia mais nenhum preso ou policial”.

TC Corrêa Júnior – Cmt 11º BPM

Foto: Jair Carneiro.
Foto: Jair Carneiro.
Foto: Jair Carneiro.
Foto: Jair Carneiro.
Fotos: Reprodução.

Texto: Jair Carneiro

você pode gostar também