Festa com menores, drogas, orgia e criança de quatro anos termina na delegacia de Polícia Civil 

Quarenta e cinco pessoas, a maioria menores, foram conduzidas para apresentação na 3ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), no bairro Itaúna 02, onde são feitos os procedimentoscabíveis.

Foto: Divulgação.
Gilson Almeida | 24 Horas
Parintins (AM) – Em uma residência particular, localizada na Rua 03 da Ocupação do Pascoal Allágio, a Polícia Militar e o Conselho Tutelar de Parintins flagraram menores de 18 anos em uma festa com som de paredão, por volta das 23h de domingo (06). A operação conjunta encontrou drogas, bebidas alcoólicas, inclusive orgia, e uma criança de quatro anos, dentro do espaço.

Quarenta e cinco pessoas, a maioria menores, foram conduzidas para apresentação na 3ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), no bairro Itaúna 02, onde são feitos os procedimentos cabíveis. De acordo com o sargento da PM, Gildo Assis, os órgãos chegaram ao local, após várias denúncias sobre sucessivas festas realizadas na residência durante o horário do toque de recolher de 22h às 5h.
Testemunhas relataram a presença de adolescentes no local. “Eu desloquei duas viaturas para verificar a situação e chegou lá era um número surpreendente de adolescentes, jovens e adultos em um ambiente ruim, em uma rave. Foi feita a abordagem a todos. Mais de 30 pessoas conseguiram escapar correndo pelos quintais, mas 45 foram apresentadas aqui na DIP”, afirma Gildo Assis.
O conselheiro tutelar, João Maurício Cecílio, revela que alguns menores estavam com sinais de coma alcoólico e uma ambulância foi acionada para conduzí-los ao atendimento hospitalar. Entre as 45 pessoas apresentadas na Delegacia de Polícia Civil, haviam reincidentes. João Maurício ressalta ainda que os menores de idade irão responder por ato infracional.
“A gente aciona os pais ou responsáveis para comparecerem à delegacia. Aqueles que não conseguirmos contato, vamos até a residência para notificar esses pais que vão responder. Inclusive, vamos pegar esses nomes todos e encaminhar ao Ministério Público para dar ciência ao órgão sobre essa situação, tendo em vista que não é a primeira vez”, explica o conselheiro tutelar.
Conforme João Maurício, a festa interrompida pelas autoridades era promovida por menores de idade. “A gente faz até esse chamado aos pais e responsáveis para que possam ter mais atenção, saber onde seus filhos estão, com quem estão e o que estão fazendo. O que a gente percebe, aqui, é que a maioria dos pais e responsáveis nem sabia para onde seus filhos estavam”, alerta.
A ocorrência movimentou o plantão da Polícia Civil de Parintins, já nas primeiras horas da madrugada, no feriado da Independência do Brasil, neste dia 07 de setembro. Outra festa clandestina que parou na delegacia ocorreu dia 25 de julho, onde cerca de 30 adolescentes foram flagrados também em ambiente com consumo de drogas, bebidas e com registro de menores em coma alcoólico.
você pode gostar também