Festa do Carmo: Orações, cantos e demonstração de fé nas ruas de Parintins

A procissão do dia 16 é uma das maiores demonstrações religiosas do interior da Amazônia. Foto: Yuri Pinheiro

A homenagem dos artistas e dos estivadores no cais do porto emocionou os presentes na caminhada de fé

Da Redação | 24 horas

[email protected]

Parintins (AM) – A procissão com imagem de Nossa Senhora do Carmo marcou o último dia de homenagens a padroeira de Parintins. A caminhada saiu ás 17:30h da Catedral e percorreu as ruas Avenida Amazonas, Rio Branco, Boulevard 14 de maio, Benjamin da Silva e João Melo centro da Ilha Tupinambarana. O bispo dom Giuliano Frigenni seguiu à frente da caminhada ao lado de crianças vestidas como Maria. Segundo o pastor da igreja católica nossa Senhora nos ensina a chegar até seu filho. “Nossa Senhora nos ensina a chegar numa sociedade diferente onde ninguém é esquecido, o pequeno, o fraco, doente, desempregado, rico, pobre e o índio. Vamos pedir de mergulhar nessa graça extraordinária durante a procissão”, disse o líder da igreja local enquanto deixava o interior da Catedral para o início da procissão.

Milhares de pessoas acompanharam o trajeto, a coordenação não divulgou números oficiais. Foto: Riso Alencar.

No percurso da procissão casas foram enfeitadas ou ganharam ornamentos nas cores amarelo e branco. Famílias se organizaram para esperar a passagem da caminhada de fé com a imagem da virgem do Carmelo. O cantor Netinho, emocionado fez parte do cordão de isolamento humano que protegeu as pessoas que se espremiam para conduzir o andor. “Vale a pena o esforço e o sacrifício”, disse o músico que também é integrante do movimento terço dos homens.

Homem paga promessa levando a filha vestida de anjo. Foto: Riso Alencar.

Natural do Rio de Janeiro o padre Carlos Caridade cumpre missão na Amazônia e se diz muito feliz ao participar da festa da padroeira da cidade de Parintins. “É um momento de fé e muita alegria estar aqui celebrando e participando da procissão de nossa senhora do Carmo”, assegura afirmando que os gestos renovam a fé em Deus, por meio, de maria. “Ver esse povo todo junto anima nossa missão como sacerdote”, destaca.

Andor da padroeira confeccionado pelos artistas parintinenses. Foto: Riso Alencar.

Neste ano de 2017 a pequena Brenda Vitória, 4, vai completar seu quinto aninho e desde quando nasceu participa da procissão de Nossa Senhora do Carmo. Ela tem um problema de saúde e os pais fizeram promessa pela cura da doença e há 5 anos a criança vai a caminhada vestida de anjo e os pais descalços. “O bebê tem um problema de saúde e fizemos a promessa de leva-la durante cinco anos na procissão de Nossa Senhora e estamos encerrando a promessa. Com fé em Deus e na padroeira nossa filha vai ficar boa se Deus quiser”, concluiu.

São centenas de pessoas que pagam promessa durante a caminhada de fé. foto: Riso Alencar.

A missa presidida pelo bispo Dom Giuliano Frigenni e concelebrada   pelos padres diocesanos encerrou a programação da festa de Nossa Senhora do Carmo que iniciou no dia 6 de julho.

você pode gostar também