FHC nega remessas ilegais para Miriam Dutra em depoimento à Polícia Federal

Ex-presidente nega ter enviado dinheiro ilegalmente à jornalista

Na última sexta-feira (29/4), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso prestou depoimento à Polícia Federal acerca de supostas remessas ilegais de dinheiro à jornalista Mirian Dutra, mãe de seu filho Tomás Schmidt. Ele negou que tenha usado a empresa Brasif para repassar a pensão. De acordo com a Folha de S.Paulo, a PF investiga se FHC cometeu evasão de divisas, após a jornalista afirmar à imprensa que os repasses de dinheiro eram realizados através de um contrato fictício de trabalho dela com a Brasif.

O advogado do ex-presidente revela que e FHC negou à PF ter enviado dinheiro para Mirian Dutra, mas confirmou que ter feito remessas regulares para Tomás, mas dizendo que todas foram declaradas à Receita Federal.

Apesar das informação, FHC não apresentou recebidos da remessas, pois os fatos podem ser comprovados pelo Banco Central. O depoimento do ex-presidente durou cerca de 2 horas.

Entenda o caso

Em abril, Mirian Dutra depôs à PF e confirmou que recebia cerca de 3 mil dólares mensais de FHC para custear os estudos de Tomás. A jornalista disse que recebia o valor em espécie, que era levado por um cunhado.
Do Portal Imprensa
você pode gostar também