-Publi-A-

Filiação de Dodó Carvalho no PSD mexe no tabuleiro político no Baixo Amazonas

O empresário assina a filiação no mês de março (foto Camila Batista)

A filiação política do empresário do ramo de transportes, Dodó Carvalho, que ocorrerá no próximo dia 08 de março, em Parintins, deverá alterar sensivelmente o quadro político-partidário da região do baixo Amazonas. Dodó Carvalho irá engrossar as fileiras do Partido Social Democrático (PSD). A legenda tem como expoente maior no Estado, o ex-governador e atual senador da República, Omar Aziz. Dodó é correligionário e aliado de Omar há décadas e, segundo o próprio empresário, isso reforça sua intenção de atuar em parceria com o atual Senador. “Tenho amizade de muitos anos com o Omar e sei o quanto ele ainda pode contribuir com a vida pública, por isso nada mais natural do que a minha filiação ao partido no qual alinhamos nossas ideias”, explicou Dodó Carvalho.

Ideologia

Ainda segundo Dodó, o corolário ideológico do PSD vem de encontro ao que o agente social Dodó Carvalho acredita como fonte para uma sociedade melhor. O PSD prega em sua carta política, a social democracia, o liberalismo econômico e social, a terceira via e a responsabilidade fiscal. “É um partido alinhado com o que considero essencial para a evolução social e econômica do Amazonas e do Brasil”, destaca o empresário.
Como 2018 é ano eleitoral, é provável que a entrada de Dodó Carvalho no cenário político, configure um novo alinhamento no jogo de poder que se irradia por municípios como Parintins, Nhamundá, Barreirinha, Maués, Boa Vista do Ramos, Urucará, São Sebastião do Uatumã, entre outros.

Biografia

Claudomiro Carvalho Filho tem 53 anos, é empresário do setor de transporte hidroviário. Nasceu em Faro, no interior do Pará, mas, foi criado em Parintins, sua cidade do coração. Casado com a jornalista Iêda Carvalho tem dois filhos. Desde os quinze anos atua na empresa da família: a SC Transporte, cujo eixo de atuação se divide entre os portos de Manaus (AM), Belém (PA) e Porto Velho(RO). Estudou por dois anos em Belém e em 1985 assumiu a base da empresa em Manaus. Militante da cultura parintinense, foi entre os anos de 2001 e 2002, presidente da Associação Folclórica Boi Bumbá Caprichoso, outra de suas paixões. Foi fundador da “Ala Jovem” do caprichoso na década de 1980, que mais tarde deu origem ao Movimento marujada (MM) em Manaus. Cuja fundação, Dodó ajudou a erigir. Assumiu a presidência do Sindarma de 2008 a 2013 e hoje é vice presidente do sindicato e uma das vozes mais atuantes na defesa do modal, como meio mais eficiente e barato de transporte no Amazonas e na Amazônia.

você pode gostar também