Foto da capa do CD Garantido 99 é de diretor de documentário brasileiro indicado ao Oscar

Da Redação | 24 Horas

[email protected] 

Pavulagem é um rótulo do Boi Garantido, ainda mais quando o torcedor encarnado estufa o peito para cantar os versos da toada de Jorge Aragão e Ana Paula Perrone “De Parintins para o Mundo Vê”. A famosa foto da mulher indígena Yanomami, Penha Góes, presente na capa do CD Boi-Bumbá Garantido 99, está na exposição “Índios Brasileiros”, em Brasília.

O registro marcou a trajetória profissional do fotógrafo brasileiro Ricardo Stuckert, diretor de imagem e fotografia do documentário “Democracia em Vertigem”, da cineasta Petra Costa, indicado ao Óscar. A revelação feita pelo profissional, fotógrafo do ex-presidente da República, Lula, se deu em entrevista para a jornalista do Diário do Amazonas, Chris Reis, com a colaboração de Mencius Melo.

Governo do Amazonas 2

Da quarta geração de uma família de fotógrafos, imigrante da Suíça, vindos para América do Sul, após a Primeira Guerra Mundial, Stuckert veio em expedição, pela primeira vez, em 1991, para fotografar um eclipse solar, no Amazonas, onde ficou fascinado pela região. Como fotógrafo da Revista Veja, em 1997, Ricardo fez a foto da índia Penha, aos 22 anos.

“Em 2015, decidi reencontrá-la para fazer novamente a foto que fiz há 17 anos. Ela estava com 39 anos e mantinha a mesma pureza no olhar de 17 anos atrás. Tive a certeza de que tinha uma missão não apenas de fotografar a indígena, que marcou a minha trajetória profissional, mas de prestar, humildemente, um tributo aos povos indígenas do meu país”, descreve Ricardo, na entrevista ao Diário do Amazonas.

A imagem foi feita na comunidade de Nazaré, do povo Yanomami, no Amazonas. A foto é resultado primeiro trabalho de Ricardo com os povos originários do Brasil, na Terra Indígena Yanomami, e compõe a galeria da exposição, instalada na Aliança Francesa de Brasília (DF), a convite da Embaixada da França, como parte da programação do evento Noite das Ideias.

Stuckert contou que só soube da foto na capa do CD do Boi Garantido 99 ‘Mito, Cultura e Arte’, 21 anos depois do lançamento do álbum, justamente ao ser indagado pelos jornalistas Chris Reis e Mencius Melo, durante a entrevista ao Diário do Amazonas. O fotógrafo declarou que já conhece o Festival Folclórico de Parintins, o qual considera fantástico e pretende voltar.

você pode gostar também