Fotógrafo brasiliense vence concurso internacional de fotografia

Imagem do índio Kaiapó no rio Xingu recebeu medalha de ouro

O fotógrafo brasiliense Ricardo Stuckert foi um dos premiados no Oman 1st Internacional Photography Circuit, premiação de fotografia que reuniu participantes de 45 países. A edição do concurso teve quatro temas principais: pessoas, paisagem, preto e branco e colorido.

Ricardo Stuckert concorreu com uma imagem de um índio Kaiapó no rio Xingu e recebeu medalha de ouro na categoria Muscat – Pessoas. A fotografia competiu com 1885 imagens de profissionais de países como China, Rússia, Portugal, Itália, Egito, entre outros.

A imagem de Stuckert foi feita durante viagem à aldeia Kaiapó no Parque Nacional do Xingu, no estado do Mato Grosso. Beyo, o índio retratado, vive na aldeia Metuktire. Além da foto do índio Kaiapó, Stuckert teve outra fotografia selecionada na competição na categoria Nizwa-Pessoas. Na imagem, uma índia da etnia Ashaninka é retratada em um barco no rio Amônia, no estado do Acre. As duas fotos do brasileiro participarão de uma exposição na Sociedade Fotográfica de Omã, situada na península arábica.

O julgamento do concurso foi feito por uma comissão arbitrária composta por 12 fotógrafos de Omã experientes que ganharam títulos e medalhas, em nível local e internacional, além de quatro fotógrafos internacionais da China, Kuwait, Bahrein e Macedónia. As fotografias de Stuckert fazem parte do projeto Índios brasileiros, um livro que deve ser lançado pelo fotógrafo em 2017 e que tem como proposta mostrar como vive hoje a população indígena do país.

 

você pode gostar também