Funcionário que trabalha na vacinação anuncia marca de vacina para fila e pessoas desistem de se imunizar em Manaus

Um funcionário da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) que trabalhava na triagem da vacinação contra a Covid-19 no Parque do Idoso, na zona centro-sul de Manaus, anunciou a marca da vacina que estava sendo usada na imunização. Logo em seguida, algumas pessoas que estavam esperando o atendimento deixaram o local, após saberem que o imunizante usado seria CoronaVac

Especialistas ouvidos pela reportagem já alertam que não se deve escolher qual vacina tomar. É melhor tomar qualquer vacina disponível do que ficar vulnerável à Covid-19. E, ao se vacinar, você ajuda a aumentar a cobertura vacinal, que é o mais importante neste momento.

O registro no Parque do Idoso foi feito por uma equipe do G1 na manhã desta segunda-feira (5). A equipe cobria a vacinação no posto, quando o funcionário se levantou da mesa e anunciou:

“A vacina para a primeira dose é a CoronaVac, tá? A segunda dose é CoronaVac e Astrazeneca”, explicou.

 

Logo em seguida, ele ainda afirmou que em toda a cidade só está sendo aplicada a vacina produzida pelo Instituto Butantan. “Em Manaus, só Coronavac, certo?”. Após o anúncio, o homem voltou para o posto de triagem e algumas pessoas saíram da fila.

A reeportagem questionou a Secretaria de Saúde se o procedimento é normal e se atitude do funcionário foi orientada pelo órgão. Mas até a última atualização desta reportagem não obteve resposta.

A vacinação contra a Covid-19 acontece em Manaus desde o dia 18 de janeiro. As vacinas aplicadas na cidade, desde o início da campanha, eram a CoronaVac e a Astrazeneca. Em maio, chegaram as primeiras doses da Pfizer e no final de junho a cidade recebeu imunizantes da Janssen. No entanto, apesar de aplicar imunizantes de diferentes marcas, a Secretaria Municipal vem alertando para que as pessoas não escolham a vacina, mas tomem aquela que estiver disponível nos postos de vacinação.

Desde o sábado (3), Manaus segue vacinando pessoas a partir de 25 anos. Além da nova faixa etária, a Secretaria também segue vacinando gestantes e puérperas, e os trabalhadores das Forças Armadas e de segurança e salvamento (cujos nomes estejam nas listas oficiais encaminhadas à Semsa). A imunização acontece em sete pontos fixos, de 9h às 16h.

você pode gostar também