Galera sente Boi Caprichoso preparado para o tricampeonato, em ensaios técnicos

“No primeiro ensaio técnico, eu tive a sensação de um boi tricampeão. O time está seguro e muito bem ensaiado. A gente percebe uma organização grandiosa, sem aquela pressão e nervosismo. Temos um boi preparado e brincante. O tricampeonato é desenhado de uma forma encantadora”. Essa foi a percepção de Karla Thayná, Rainha do Folclore do Boi Caprichoso, no último ensaio técnico, no curral Zeca Xibelão, na noite desta quarta-feira, 19 de junho.

A torcedora Rosames Suely sentiu um boi firme e vencedor. “O Caprichoso é uma crescente e as apresentações vêm em uma evolução muito grande. O boi está preparadíssimo, seja entrando em primeiro ou último na arena. Vamos ser tricampeão, sim, porque o boi cresce da primeira até a última noite e, hoje, foi o ápice. Todos os itens estão preparados, a Marujada de Guerra, o musical, a galera, as tribos, com o apresentador seguro tecnicamente”, compreende.

Confiante, a Sinhazinha da Fazenda, Valentina Cid, enfatizou que o calor da galera é essencial durante o espetáculo do Caprichoso na arena. A Porta-Estandarte, Marcela Marialva, também ressaltou a importância da vibração da nação azul e branca. “A galera é o nosso combustível, vibrando, cantando as toadas, dando forças para todos nós. Esse é nosso combustível diário para seguirmos firme trabalhando focado no tricampeonato”, assegura.

A Rainha do Folclore, Cleise Simas, dançou junto com a galera azulada nos ensaios técnicos para encarar a responsabilidade da estreia como item do Caprichoso no festival de Parintins. “Passamos alguns meses nos preparando intensamente, mas dançar com o público, com a nação azul e branca, é diferente do que ensaiar sozinha. Aqui, a galera passa uma energia muito forte e isso faz a gente dançar com alegria. É isso que vamos levar para a arena”, revela.

O presidente do Caprichoso, Babá Tupinambá, ficou satisfeito com o resultado apresentado pelos itens individuais e coletivos nos ensaios técnicos. “Vamos analisar tecnicamente cada detalhe do roteiro da apresentação para levarmos um Boi Caprichoso como o nosso torcedor espera e exige, impecável, grandioso, arrebatador. Temos certeza de que a vitória é consequência de um trabalho ousado e inovador que executamos”, assinala.

O vice-presidente do Caprichoso, Jender Lobato, diz que os três ensaios técnicos passam por avaliação do Conselho de Artes e diretoria para formatar um boi espetacular. “Nós pudemos observar atentamente cada detalhe para saber o que deu certo e o que não funcionou. Tiramos um aprendizado dos ensaios técnicos para a perfeição da apresentação na arena. Vamos fazer a melhor e a maior apresentação que o nosso boi já fez no festival”, declara.

Nos três ensaios técnicos, o diretor de arena do Caprichoso, Zandonaide Bastos, acompanhou a execução do repertório musical para a afinação do espetáculo com a galera azul e branca. “Afinamos tudo o que desenvolvemos ao longo dos últimos meses para os três espetáculos de apresentação do Caprichoso. Colocamos em prática, com todo o elenco e itens, dando sequência ao repertório e afinando o roteiro de apresentação em busca da vitória”, explica.

Fotos: Pedro Coelho

você pode gostar também