Garantido considera natural investigação do MPAM sobre gastos de verbas públicas

O presidente da Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido recebeu, com naturalidade, a informação sobre o inquérito do Ministério Público para avaliar a regularidade dos gastos de verbas públicas dos bois de Parintins. O dirigente do vermelho e branco publicou nota à imprensa para prestar esclarecimentos a respeito do procedimento investigativo, nesta segunda-feira, 09 de setembro.

Nota

A Associação Folclórica Boi Bumbá Garantido recebe com naturalidade a informação da atuação do Ministério Público do Estado do Amazonas voltada a regularidade da aplicação de valores recebidos através de verba pública.

Em 2018, prestamos contas ao Governo do Amazonas por meio da AmazonasTur, que inclusive foi julgada e aprovada, sendo encaminhada posteriormente ao Tribunal de Contas do Estado do Amazonas. Da mesma forma em 2019, apresentamos a SEC, sendo que estamos aguardando julgamento, e posteriormente será encaminhada ao TCE.

Referente a matéria, afirmamos que quanto ao Boi Garantido que não recebemos ainda nenhuma notificação, tampouco apresentamos qualquer documentação para apreciação deste respeitado órgão. Vale ressaltar que o Boi Garantido é Associação Folclórica e não Cultural como consta na matéria.

Esclarecemos ainda que não apresentamos documentação, pois não fomos notificados, logo a afirmação de que foram encontradas “indícios de irregularidades” na Prestação de Contas não se refere às contas do Boi Garantido.

Atenciosamente,

Fábio Cardoso
Presidente do Boi Garantido

você pode gostar também