Governador Wilson Lima assina nesta sexta (16/10) regulamentação da Lei Aldir Blanc

Investimento da renda emergencial para os trabalhadores da cultura do Estado soma R$ 38 milhões

O governador Wilson Lima anunciou que o Governo do Amazonas trabalha para auxiliar a classe artística do Estado, por meio da liberação de R$ 38 milhões referentes a assinatura da regulamentação da Lei Aldir Blanc, cuja solenidade está marcada para esta sexta-feira (16/10), no Teatro Amazonas. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa sobre os indicadores da Covid-19.

“Com relação à cultura, essa é uma questão muito importante e nós temos estado muito preocupados. Há um projeto do Governo Federal, que inclusive já repassou recursos para o Governo do Estado através da Lei Aldir Blanc. Na sexta-feira, será lançado um pacote de ajuda a esses profissionais da cultura, no valor de R$ 38 milhões, com a divulgação dos editais”, adiantou o governador.

Wilson Lima destacou que, no último final de semana, em Tabatinga, ele já lançou o projeto “Amazonas Cultura de Valor”, que visa potencializar a cultura do interior e promover o alinhamento do Estado à política pública nacional para o setor. Além de Tabatinga, a primeira edição do projeto itinerante passará por São Paulo de Olivença, Benjamin Constant e Atalaia do Norte.

“O artista tem hoje um papel fundamental de transformação social, sobretudo do caráter dos jovens e adolescentes. Quando a criança está envolvida numa atividade cultural, ela não apenas está aprendendo uma arte, o que ela está aprendendo ali é ser cidadã, e isso é importante para o futuro desses jovens”, afirmou Wilson Lima na ocasião.

Lei Aldir Blanc – A Lei nº 14.017, conhecida como Lei Aldir Blanc, dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural e vai repassar R$ 3 bilhões para Estados e Municípios. Foi aprovada pelo Congresso Nacional, a partir de projeto de lei de autoria de 24 parlamentares da Câmara dos Deputados, e foi regulamentada pelo presidente Jair Bolsonaro por meio do Decreto nº 10.464, publicado no Diário Oficial da União (DOU), no dia 18 de agosto.

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, é responsável pela renda emergencial aos trabalhadores da cultura e pela elaboração e publicação de editais, chamadas públicas e outros instrumentos convocatórios. A renda emergencial tem valor de R$ 600 mensais, em três parcelas sucessivas.

O Plano de Ação do Governo do Amazonas para operacionalização da lei já foi autorizado pela Plataforma + Brasil e também foi assinado o termo de adesão. A conta com o Banco do Brasil foi aberta e o repasse é de R$ 38.145.611,98.

você pode gostar também