Grêmio faz contas por Cássio, e Grohe é peça-chave

O Grêmio pediu informações sobre Cássio e conversou de forma rápida com o próprio atleta na semana passada sobre um possível retorno ao clube. A diretoria tricolor tem interesse no prata da casa, mas, para viabilizar a operação, aguarda ainda por uma definição do cenário em torno de seu atual titular Marcelo Grohe, convocado pelo Brasil para a Copa América.

Chegou aos dirigentes a informação de que Grohe foi indicado por Taffarel, preparador de goleiros da seleção, ao Galatasaray-TUR.

Existe também a expectativa de vinda de outras ofertas na reabertura da janela de transferências internacional.

A cúpula gaúcha analisa que não faz sentido avançar com as tratativas antes disso. Eles ponderam, sobretudo, dois fatores.

Grohe tem hoje um salário de cerca de R$ 400 mil mensais em Humaitá e a folha da equipe não abrigaria outra peça da mesma posição com vencimentos dessa ordem. É mencionado ainda o receio com uma possível frustração na saída de seu camisa 1 e a insatisfação que isso geraria em Cássio, que pretende deixar o Corinthians exatamente por ter virado reserva de Walter.

O goleiro de 29 anos teve o seu contrato renovado até dezembro de 2019 no Parque São Jorge e não deve ter a sua liberação facilitada pelo clube.

Ele teve breve contato com o vice de futebol tricolor Alberto Guerra na última semana, em São Paulo.

Em contato com o ESPN.com.br, o Grêmio nega ter realizado qualquer proposta oficial.

você pode gostar também