-Publi-A-

Grupo é preso com combustível e detector de metal que seria levado a garimpo no rio Catrimani, em RR

Fiscalização da Cipa ocorreu no rio Rio Catrimani, quando cinco suspeitos trafegavam em um barco.

Quatro homens, com idades entre 27 e 52 anos, e uma mulher, de 44, foram presos nesse sábado (28) no rio Catrimani em um barco que transportava gasolina e diesel para um garimpo ilegal na região de Caracaraí, no Sul de Roraima.

Com o grupo havia 2 mil litros de diesel armazenados em 10 tambores de 200 litros, cada, e 150 litros da gasolina divida em tambores, de acordo com a Companhia Independente de Policiamento Ambiental (Cipa).

À Cipa, os ocupantes do barco disseram que o material era levado para a balsa do Fernando, localizada no médio Catrimani. A região faz parte da Terra Indígena Yanomami, maior reserva indígena do país e constante alvo de garimpeiros.

Além do combustível, os policiais apreenderam com os envolvidos um detector de metal, um aparelho de GPS, 50 dólares guianienses, cinco motores de quatro pás para balsa e quatro ponteiras para dragas.

Depois de presos, os cinco foram levados à Polícia Federal, em Boa Vista, e a Cipa apreendeu a embarcação que eles estavam e o material que transportavam.

A fiscalização fez parte da Operação Defeso I, de combate a pesca e a caça predatória, em patrulhamento fluvial no Baixo rio Branco, em Caracaraí.

Com informações do g1

você pode gostar também