Homem preso acusado de estuprar mulher na frente dos 4 filhos pequenos, em Parintins

“Eles já estão acostumados a me acusar, só fiz roubar a casa” declarou o meliante.

Numa operação conjunta das polícias Civil e Militar, em Parintins (município distante 369 km de Manaus), foi preso hoje à tarde, o detento do regime semiaberto Jackson Souza da Silva, 22, conhecido como Jacó, acusado de estuprar uma jovem de 21 anos de idade na madrugada desta quinta-feira, 01, no bairro da União. Além da acusação de estupro, ele roubou da residência da vítima, uma TV de 24 polegadas, celular e outros objetos, de acordo com a PM.  

O Irmão de Jacó, Franderson Souza da Silva, 25, também foi conduzido a 3ª Delegacia Interativa de Polícia (3ª Dip), por ter agredido uma parente da vítima com terçado, supostamente em defesa do irmão, que por pouco não foi linchado por populares.

A vítima disse à reportagem que estava dormindo com os 4 filhos pequenos na cama, quando Jackson invadiu a casa armado com uma faca e a estuprou na frente das crianças. A jovem, que ficou viúva há dois anos, quer justiça. Toda a família dela também está revoltada.

De acordo com a doutora Ana Denise Machado, que está à frente da Delegacia de Combate ao Crime Contra Mulher Menor e Idoso (DCCCMMI), Jackson Silva, o Jacó, é um indivíduo de alta periculosidade.

“O Jacó foi condenado a 5 anos, mas passou só cinco meses preso e voltou a cometer crimes cruéis. Ele primeiro estupra as vítimas pra depois roubar. Entra armado com terçado, faca, e amedronta as vítimas com esses crimes bárbaros. Então a Civil e a Militar juntas demos uma resposta a população e espero que ele passe um bom tempo na cadeia”, relata Ana Denise Machado.

Em entrevista a imprensa, Jackson confessou o roubo, mas negou que tenha cometido o estupro. “Eles já estão acostumados a me acusar, só fiz roubar a casa”, disse o acusado.

Envolvidos

Também foram presos acusados de envolvimento no roubo, Patrick Siqueira Nascimento, 19 anos, Itamar Souza e Jean Batista Dos Santos.

Patrick e Jean negaram participação no roubo.  Itamar disse que apenas vendeu o celular que foi roubado da vítima, e que segundo ele, está arrependido.

 O Cabo Anderson Gomes, um dos miliares que atendeu a ocorrência, destaca o apoio da população na operação. Segundo ele, Jacó está sendo acusado de dois estupros. “Agora a Polícia vai realizar os procedimentos pra ver se ele está envolvido em outros roubos e estupro.  Estamos do lado da população de bem e qualquer denúncia é só informar pelo linha direta da PM (92) 999270-7803”,  declara o militar.

Por Geandro Soares

você pode gostar também