Ifam Parintins perde Pós-Graduação em virtude de contingenciamento da educação

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), não vai oferecer o curso de Pós-Graduação Latu Sensu em Educação do Campo, conforme planejado para o segundo de 2019, com a oferta de 40 vagas, no Campus Parintins. A inviabilidade é consequência do contingenciamento de verbas federais no Ministério da Educação, no governo de Jair Bolsonaro.

O diretor do Ifam Parintins, Kleber Brito, lamentou a perda da Especialização, durante debate sobre Educação do Campo, em audiência pública realizada pela Câmara Municipal de Parintins, no Auditório da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), nesta sexta-feira, (14/06). A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) não liberou recursos para financiar o curso.

A instituição é uma fundação vinculada ao Ministério da Educação, atua na expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todos os estados do Brasil. A Pós-Graduação em Educação do Campo era aguardada com muita expectativa no município de Parintins. O diretor do Ifam Parintins ainda tentou reverter a situação, mas não obteve êxito.

você pode gostar também