Igreja Batista cancela musical de Páscoa devido a pandemia do coronavírus

Parintins (AM) – A Primeira Igreja Batista de Parintins informou na manhã desta segunda-feira, 16/03, o cancelamento do musical de Páscoa que estava previsto para ser apresentado nos dias 11 e 12 de abril. A decisão foi tomada devido à pandemia do novo coronavírus. Embora não haja nenhum caso confirmado na cidade, a direção da igreja decidiu cancelar a apresentação por precaução e por entender que no momento seria a escolha mais prudente a ser feita, a fim de contribuir para o bem-estar da população.

A publicação feita na página oficial da igreja no Facebook, diz: “A Primeira Igreja Batista de Parintins informa que está cancelando a sua programação de páscoa devido à pandemia do Corona Vírus. Nossa igreja está tomando medidas para ajudar no enfrentamento do vírus e cooperar para com a saúde e bem estar da nossa cidade.”

O pastor da igreja Batista, Elmer Lessa, explica que a situação não é para gerar desespero na população, mas sim de tomar atitudes de precaução. “Enquanto igreja temos uma responsabilidade social. Vamos participar deste enfrentamento junto com a sociedade, dando nossa contribuição para este momento. Não é um momento de desespero. Vamos manter a tranquilidade e ter algumas atitudes de precaução para que possamos manter uma estabilidade no dia-a-dia da comunidade.”, afirma o pastor. Ele informou ainda que está sendo estudada como ficará as reuniões e celebrações semanais da igreja.

O musical de Páscoa é realizado pela Igreja Batista desde 2002 e no último ano chegou a reunir um público de aproximadamente cinco mil pessoas. O espetáculo conta com a participação de cerca de trezentos voluntários, distribuídos em diversas áreas como encenação, dança, coral, cenografia, sonoplastia, entre outras.

O cancelamento do musical acompanha as medidas protetivas anunciadas pelo prefeito da cidade, Frank Bi Garcia, em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, 16/03. Segundo o prefeito, está sendo elaborado um decreto municipal orientando que durante o mês de março sejam evitadas aglomerações com mais de cem pessoas. Ele também disse que as férias escolares poderão ser antecipadas.
De acordo com as últimas informações, publicadas pelo G1, o Brasil já registrou ao menos 200 casos de Covid-19 e a maior concentração é no estado de São Paulo. No Amazonas, há apenas 1 caso confirmado até o momento.

Por Phelipe Reis

você pode gostar também