Igreja Batista de Parintins planta açaizeiros em homenagem às mais de 100 vítimas da Covid-19

Jovens da Primeira Igreja Batista de Parintins deram início ao plantio de 100 mudas de árvores no Centro Bom Samaritano, no bairro Nossa Senhora de Nazaré, no sábado (15). A ação é um ato simbólico em memória às mais de 100 vidas ceifadas pela covid-19 no município e em solidariedade às famílias.

A atividade contou com a participação de 14 pessoas e com a supervisão do zootecnista Carlos Alexandre Góes Farias, que deu orientações para o plantio correto das mudas de açaí. A ação terá continuidade durante o mês de agosto, até alcançar a meta de 100 mudas plantadas.

O ato simbólico é uma lembrança de que não se trata apenas de números. São vidas e histórias que se encerraram, filhos subtraídos do colo de pai ou mãe, maridos e esposas que deixaram seus parceiros e parceiras, pais e mães que deixaram filhos e filhas órfãos.

Desde o início da pandemia, a Igreja Batista atuou ativamente com ações diretas e indiretas para servir a comunidade e auxiliar o município no combate ao coronavírus. Diante de mais de 100 mortes, é impossível ser indiferente ao luto de tantas famílias e não se unir a elas, conforme ensina a Bíblia Sagrada de que devemos “chorar com os que choram”.

O memorial é uma forma vivenciar o luto, mas sem perder de vista a esperança em Cristo Jesus. Cada muda plantada é uma lembrança do ciclo da vida e símbolo de esperança.

Por Phelipe Reis
Fotos: Phelipe Reis

você pode gostar também