Ilustração de artista amazonense mostra Mapinguari sendo imunizado contra a Covid-19

O mundo vive um momento delicado por causa da Covid-19. Vários países estão tendo sucesso com a quantidade de doses distribuídas. Para inspirar os manauaras sobre a importância da vacinação, o artista Nilberto Jorge criou um desenho emblemático e que chamou a atenção nas redes sociais. Trata-se do Mapinguari, figura do folclore amazônida, recebendo uma dose da vacina contra o coronavírus.

Na ilustração, o Mapinguari recebe uma dose da vacina contra a Covid-19 e sua altura complica a vida da enfermeira. O ser mitológico que tem a boca na barriga está usando uma máscara de proteção especial e quem o acompanha neste momento tão importante é o Curupira, outro personagem conhecido no imaginário caboclo.

“Gosto de focar na conscientização. Por morarem em Manaus, os personagens vivem esses momentos de alegrias e tristezas, ou seja, gera uma identificação. Afinal, é importante que as pessoas entendam a questão da máscara (uma gigante no caso do Mapinguari) e a vacina contra a Covid-19”, explicou Nilberto.

 

Nas redes sociais, Nilberto ganhou destaque por retratar lendas amazônicas vivendo a rotina de uma pessoa comum. Iara, Matinta Perera, Boto, Curupira e Mapinguari foram os primeiros personagens criados pelo ilustrador. “Esse projeto foi o meu trabalho de conclusão no curso de design, ou seja, já tenho esses personagens há algum tempo. Colocando uma figura imaginária no contexto urbano, as pessoas acabam se identificando”, disse.

 

A Covid-19 não é uma pauta inédita nas ilustrações de Nilberto. Afinal, esse é um momento delicado para o mundo. “A ideia é que as lendas vivam a vida dos manauaras como, por exemplo, comer um kikão ou ir ao flutuante. Acho interessante adaptar essa realidade do coronavírus, principalmente, que muitos seguidores cobraram isso”, explicou o ilustrador.

 

Foto: Nilberto Jorge/Reprodução

Doses

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) divulga o consolidado diário de vacinação contra Covid-19 no Amazonas. Dados parciais do Programa Nacional de Imunização, da FVS-AM (PNI/FVS-AM), apontam que 1.238.083 doses foram aplicadas em todo o estado até este domingo (30), sendo 779.540 de primeira dose e 458.543 de segunda dose. A informação está disponível no site da FVS-AM por meio do link https://bit.ly/3c7ynRo.

As informações consolidadas pela FVS-AM são das secretarias municipais de saúde, responsáveis pela operacionalização da imunização contra Covid-19 em suas cidades.

Neste balanço, 43 cidades não enviaram a informação, são elas: Amaturá, Anori, Apuí, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Boa Vista do Ramos, Borba, Carauari, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Eirunepé, Envira, Fonte Boa, Guajará, Humaitá, Iranduba, Itamarati, Itapiranga, Juruá, Manacapuru, Manaquiri, Manicoré, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Novo Aripuanã, Pauini, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, Santo Antônio do Içá, São Gabriel da Cachoeira, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Tabatinga, Tonantins, Uarini, Urucará e Urucurituba.

 

Doses aplicadas por município

Conforme dados gerenciados pela FVS-AM, e informados pelas secretarias municipais de saúde de cada cidade do Amazonas, até este domingo (30/05), foram aplicadas as seguintes quantidades, considerando as 1ª e 2ª doses:

Manaus (671.094), Parintins (37.020), Itacoatiara (30.237), São Gabriel da Cachoeira (26.876), Tabatinga (23.065), Iranduba (22.575), Maués (22.389), Benjamin Constant (21.424), Manacapuru (19.351), Manicoré (18.105), Tefé (17.226), São Paulo de Olivença (16.682), Barreirinha (15.672), Humaitá (15.035), Lábrea (14.942), Autazes (14.529), Coari (12.984), Careiro (12.291), Borba (11.825), Careiro da Várzea (10.693), Santo Antônio do Içá (10.289), Presidente Figueiredo (9.773), Eirunepé (8.546), Silves (8.401), Santa Isabel do Rio Negro (7.990), Nhamundá (7.774), Boca do Acre (7.632), Rio Preto da Eva (6.606), Atalaia do Norte (6.578), Jutaí (6.431), Urucará (6.333), Manaquiri (6.214), Tonantins (5.656), Boa Vista do Ramos (5.546), Carauari (5.280), Barcelos (5.022), Fonte Boa (4.700), Nova Olinda do Norte (4.690), Apuí (4.659), Alvarães (4.641), Tapauá (4.591), Urucurituba (4.571), Novo Aripuanã (4.248), Amaturá (4.094), Pauini (4.006), Beruri (3.887), Novo Airão (3.866), Codajás (3.847), Uarini (3.342), Canutama (3.239), Envira (3.228), Ipixuna (3.091), Guajará (2.984), Anamã (2.869), Maraã (2.836), Itapiranga (2.804), São Sebastião do Uatumã (2.765), Caapiranga (2.762), Itamarati (2.525), Anori (2.383), Juruá (1.779) e Japurá (1.590).

O detalhamento das doses aplicadas por grupo prioritário está disponível no site da FVS-AM.

Referência

A FVS-AM é responsável pela vigilância em saúde do Amazonas, que inclui a prevenção de doenças por meio da imunização coordenada, no Amazonas, pelo Programa Nacional de Imunização (PNI/FVS-AM).

A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Contato telefônico da FVS-AM: (92) 3182-8550 e 3182-8551. Contato telefônico do PNI/FVS-AM: (92) 2129-2500 e 2129-2502.

 

Com informações do Portal Amazônia

você pode gostar também