Infecção nas nádegas causa morte de acusado de homicídios

Da Redação | 24 Horas

[email protected] 

Parintins (AM) – A demora em procurar cuidados médicos custou a vida de Kemerson Barata. Ele levou tiros nas nádegas há duas semanas e chegou a ficar internado no Hospital Jofre Cohen, põe alguns dias, até receber alta para tratamento domiciliar.

Baratinha, como era conhecido, tinha passagens pela Polícia Civil por tráfico de drogas, roubo e homicídio. Em casa, o indivíduo contraiu infecção no ferimento nas nádegas. Kemerson não resistiu e faleceu quando voltou para a unidade hospitalar.

Baratinha morreu, por retardar retorno ao médico. Na ficha criminal de Kemerson, constam as mortes de Renato Brandão, em 2007, e do estudante Mateus Menezes, em 2016. A última vítima sofreu tentativa de assalto quando voltava para casa.

você pode gostar também