Inquérito concluído: autores de homicídio no Natal são indiciados e presos preventivamente

A Polícia Civil indiciou dois suspeitos, no inquérito do assassinato de Hildo Gabriel Oliveira, 21 anos, ocorrido na Praça Cristo Redentor, na madrugada do Natal, no dia 25 de dezembro de 2019. Os acusados do crime tiveram mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Parintins.

Os suspeitos do homicídio: Jhonata Henrique Gama, 25 anos, e Francisco da Silva Caldeira, já estão na Unidade Prisional de Parintins, a disposição da justiça. A Polícia Militar prendeu Jhonata, com um grupo, por tráfico de drogas, na madrugada do dia 08 de janeiro.

Francisco Caldeira foi o primeiro suspeito, preso poucas horas depois da ocorrência do crime, na madrugada do Natal. Policiais militares seguiram pistas e conseguiram fazer a detenção do acusado, nas proximidades de uma casa noturna, na Rua Paes de Andrade, no centro da cidade.

Hildo Gabriel levou dois tiros a queima roupa, durante evento de um bar, e morreu, na Praça Cristo Redentor. O atirador, apontado como Jhonata Gama, executou o crime no meio de populares e fugiu na garupa de uma motocicleta, conduzida supostamente, por Francisco Caldeira.

Testemunhas identificaram o motorista do veículo e a ajudaram os policiais a localizar o suspeito, minutos depois. Diante das evidências de autoria, a delegada de Polícia Civil, Alessandra Trigueiro, solicitou a prisão preventiva do acusado, nunca encontrado até ser preso, por tráfico de drogas.

O investigador de Polícia Civil, José Maria Castro, diz que a Justiça entendeu que haviam elementos suficientes para decretar a prisão preventiva dos acusados. “Inclusive, a motocicleta utilizada no crime está apreendida. Eles estão a disposição da justiça para serem ouvidos e se defenderem”, relata.

você pode gostar também