Intercom reuniu 3 mil pessoas em Belém

O 42º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2019) ocupou, entre os dias 2 e 7 de setembro de 2019, o campus da Universidade Federal do Pará (UFPA) em Belém, onde cerca de 3 mil pessoas se reuniram para debater o tema “Fluxos comunicacionais e crise da democracia”.

 

A Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) anunciou que seu 43º congresso nacional será realizado na primeira semana de setembro de 2020 na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador, com a temática central “Um mundo e muitas vozes: da distopia à utopia?”.

Balanço

 

A Intercom 2019 realizou, ao todo, 13 eventos, entre colóquios, fóruns e conferências, além de mesas-redondas temáticas; sessão de lançamento de 54 livros (Publicom); apresentação de uma nova edição da revista Iniciacom (que publica textos de estudantes da graduação e recém-graduados); cerimônia das premiações anuais da Intercom; e um total de 56 oficinas e minicursos.

 

Nos 34 Grupos de Pesquisa (GPs), bacharéis, pós-graduandos e pesquisadores apresentaram 973 artigos. Outros 317 artigos foram apresentados por graduandos e recém-graduados nas oito Divisões Temáticas do Intercom Júnior. E 298 trabalhos experimentais foram expostos na Expocom.

Além dos congressistas, o campus da UFPA também recebeu acadêmicos e profissionais brasileiros e internacionais, entre eles o espanhol Ramón Salaverría, pesquisador da Universidade de Navarra que abriu o 42º Ciclo de Estudos Interdisciplinares da Comunicação falando sobre o tema central do congresso.

 

“O jornalismo está em crise e, talvez por esse motivo, o mesmo acontece com a democracia. Mas resisto em pensar que os problemas não têm solução. Podem me chamar de iludido, mas acho que, no século XXI, há espaço para o jornalismo independente, que não é ditado pelos interesses ideológicos de esquerda ou direita.

Um jornalismo capaz de suportar pressões econômicas, um jornalismo que aborda questões importantes para a cidadania, e não apenas aquelas que geram tráfego. Um jornalismo vivo, de altura ética, a serviço da sociedade e assegurando os interesses dos cidadãos”, afirmou Salaverría.

Amazônia

Em meio às notícias ainda recentes das queimadas na Floresta Amazônica, professores, pesquisadores, estudantes e profissionais associados à Intercom divulgaram, durante o congresso, a “A Carta de Belém para a Amazônia”, em que assumem o “compromisso de defender e proteger as culturas, as línguas, o meio ambiente, os territórios, as florestas, os rios e cada ser que existe nesta Amazônia”.

Intercom 2020
Durante o encerramento do Intercom 2019, no dia 7 de setembro, a Intercom anunciou o local e o tema de seus seis congressos (cinco regionais e um nacional) em 2020. A sede do 43º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2020) será a Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador, na primeira semana de setembro. Os regionais serão na PUC Poços de Caldas (Intercom Sudeste) de 22 a 24 de maio; Estácio FAP (Norte), de 28 a 30 de maio; Univali, Itajaí (Sul), de 11 a 13 de junho; Universidade Federal de Campina Grande (Nordeste), de 25 a 27 de junho; e Universidade Federal da Grande Dourados (Centro-Oeste), em data a ser definida.

 

Com informações do Portal Imprensa

você pode gostar também