-Publi-A-

Interventor publica decreto que altera estrutura de penitenciárias e presos da Lava Jato podem ir para Bangu

Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio (Foto: Henrique Coelho/G1)

O interventor do Rio, general Walter Souza Braga Netto, publicou um decreto nesta quinta-feira (3) que determina mudanças na estrutura da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). De acordo com o texto, os presos condenados pela Justiça Federal deveriam ficar em Bangu 8. Já os provisórios, nas demais penitenciárias do Complexo de Gericinó.

Em tese, a mudança deve afetar os presos da Lava Jato – todos eles processados pela Justiça Federal, mas nem todos condenados. O G1 questionou a Seap se eles serão afetados e se já há alguma transferência prevista, mas não houve resposta até a última atualização desta reportagem.

Atualmente, os presos da Lava Jato estão no presídio José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte da cidade. O local, segundo o texto, deve ser restrito aos presos condenados pela Justiça Estadual.

A exceção da Lava Jato fluminense é o ex-governador Sérgio Cabral (MDB), que está preso em Bangu 8. Ele estava em Benfica, mas foi transferido para Curitiba suspeito de receber regalias tanto em Benfica quanto em Bangu e, em seu retorno, voltou direto para a penitenciária da Zona Oeste. O retorno foi concedido em ação no Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda de acordo com o decreto, presos provisórios da Justiça Federal poderiam ser levados para os demais presídios do Complexo de Gericinó, como o Alfredo Tranjan, o Gabriel Ferreira Castilho e o Lemos Brito.

Cabral preso em Bangu

Em janeiro deste ano, Cabral foi transferido do presídio de Benfica para o presídio do Paraná, após denúncias de que ele estava recebendo regalias na prisão.

Após passar quase três meses em Curitiba, Cabral voltou ao Rio e foi levado para o presídio de Bangu. A transferência de Cabral de Curitiba para a unidade foi concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no início de abril.

Com informações do g1

você pode gostar também