Ipaam anuncia final do período de defeso no estado do Amazonas

Hoje (15/03), encerra a restrição de pesca para oito espécies de peixes no estado do Amazonas. E nesta data o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) acompanhará a “Pesca do Mapará” no Lago do Rei, no Careiro da Várzea (distante 26 quilômetros de Manaus). O período de defeso ocorre todos os anos na época da reprodução das espécies protegidas, e tem o objetivo de contribuir para a conservação do estoque pesqueiro.

Entre as espécies que serão liberadas para pesca estão: aruanã, caparari, surubim, matrinxã, pirapitinga, mapará, sardinha e pacu. Com exceção do tambaqui, que sai do período de defeso somente no dia 31 de março, e do pirarucu que tem a sua proibição de pesca durante o ano todo, sendo permitido apenas em áreas de manejo autorizadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Dentre outras atividades que serão realizadas nesse período, o Ipaam, por meio da Gerência de Controle de Pesca (GECP), estará presente no evento de “Pesca do Mapará”, no município do Careiro da Várzea, programação que se tornou tradicional na região, e que marca o início da pesca da espécie.

O evento é realizado pela prefeitura do município, em parceria com os pescadores, e ocorre entre os dias 16 e 20 de março. A partir da meia-noite do dia 15, quando termina o período de defeso, começam as atividades de pesca. A pesca do mapará é feita com malhadeira específica para capturar apenas os peixes maiores, evitando assim a captura de peixes menores e abaixo do peso.

O Ipaam participa com objetivo de fiscalizar e fazer cumprir a legislação pesqueira.

Segundo o gerente de pesca do instituto, Gelson Batista, a pesca desses peixes estará liberada, mas é preciso respeitar o tamanho mínimo de captura, para não prejudicar o crescimento das espécies e assim, não ocorrer o crime ambiental.

Tamanho: aruanã (50 cm); caparari (80 cm); surubim (80 cm); pacu (15 cm) e tambaqui (55 cm).

você pode gostar também
..