Jacaré abatido é apreendido dentro de canoa em reserva ambiental no município de Manacapuru

Além do animal, policiais também recolheram ovos da espécie e armas. Seis pessoas foram detidas pelo crime ambiental.

Um jacaré abatido foi apreendido pelo Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAMB) da Polícia Militar dentro de uma canoa, em Manacapuru, no interior do Amazonas. A apreensão ocorreu na noite dessa quinta-feira (24), durante uma ação da Operação Hórus.

Segundo a polícia, o fato ocorreu durante uma fiscalização fluvial na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Piranha, que fica na margem esquerda do Rio Solimões e próximo a foz do Rio Manacapuru, ambos afluentes do Amazonas. No local, existe um complexo de lagos denominado Lago do Piranha.

O animal estava dentro de uma das duas canoas que foram abordadas pelo equipe do Batalhão Ambiental. Além dele, os policiais encontraram 155 ovos de jacaré e uma espingarda calibre 16 e oito cartuchos intactos. Os materiais foram apreendidos, junto dos dois motores tipo rabeta, oito panos de malhadeira, uma espécie de rede de pesca utilizada na região, e duas zagaias.

As seis pessoas que estavam dentro das embarcações estavam em desacordo com a legislação ambiental. Diante disso, eles foram detidos e encaminhados para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Manacapuru para os procedimentos cabíveis.

Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, é crime, segundo o artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais.

Segundo a legislação, a pena é de detenção de seis meses a um ano, além de multa. Incorre ainda, nas mesmas sanções, quem modifica, danifica ou destrói ninho, abrigo ou criadouro natural ou vende, expõe à venda, exporta ou adquire, guarda, tem em cativeiro ou depósito, utiliza ou transporta ovos, larvas ou espécimes da fauna silvestre.

A pena também tem aumento se o crime é praticado durante a noite e em unidade de conservação, como é o caso Reserva de Desenvolvimento Sustentável.

Com informações do g1

você pode gostar também