Jender Lobato conclama sócios para eleições limpas no Caprichoso

O advogado e candidato a presidência da Associação Cultural Boi Bumbá Caprichoso Jender Lobato realizou esta semana uma série de entrevistas concedidas as emissoras de rádio parintinense sobre sua pretensão a frente do Caprichoso e suas propostas para dirigir o boi de Parintins. Lobato esteve na Rádio Tiradentes, na rádio Alvorada e encerrou seu bato papo nos veículos de comunicação na Rádio Clube de Parintins.

Jender Lobato é especialista em Gestão Pública e faz doutorado na argentina sobre o tema. Acredita que o boi da Francesa e do Palmares pode ser tornar uma das grandes referências na administração de recursos públicos. Mas tudo deve iniciar com um pleito sem intervenção partidária ou de abuso do poder econômico. “Hoje nós temos o apoio várias lideranças do boi e também de novos sócios que concordam que nos não podemos deixar o boi ser dividido em grupos políticos. O boi não tem título de eleitor e nem elege ninguém”, declarou.

Ele continua deixando claro que vai se empenhar para evitar que os bois sejam conduzidos por projetos de políticos ou partidos. “Eu vou lutar contra candidaturas que se põem no processo eleitoral do boi a reboque de candidaturas políticas. Candidaturas que prometem emprego na prefeitura, reforma de bar e até dinheiro pelo voto. Eu quero concorrer numa eleição limpa, onde eu não vendo meu voto assim como também eu não compro voto. A nossa campanha será de propostas, será um campanha de diálogo e será uma campanha limpa”, anuncia.

A eleição para a escolha do novo presidente do Boi Caprichoso, de acordo com o estatuto da agremiação, acontece no primeiro domingo do mês de setembro. Jender Lobato reafirmou ser candidato à presidência e por meio do dialogo integrar os setores e conclamar quem tiver interesse em colaborar com o bumbá para a construção de um boi que seja da nação azul e branca e não de grupos partidários.

Durante sua estada na ilha Jender reuniu com sócios, diretores, ex- diretores e até com outros nomes que viabilizam candidaturas. Durante as entrevistas não fugiu de temas polêmicas ou deixou de dar a sua opinião sobre qualquer questão relacionada ao boi Caprichoso. Sobre o processo de escolha dos jurados do Festival ele opinou que a discussão não deveria ficar restrita aos bois. “Existe uma barreira muito grande onde a sociedade não pode participar dessa discussão e a melhor forma, em minha opinião, é fazer uma audiência pública com a participação da comunidade, das universidades para darem sugestões aos bois”.

“A grande verdade é que o problema não esta no método da escolha, o problema esta na forma da escolha porque você viaja domingo ou no máximo segunda-feira de Parintins para o estado sorteado no sábado e você tem a terça e a quarta-feira para escolher o jurado que vai deixar de fazer tudo na vida dele para vir a Parintins pra chegar aqui na sexta, dia da festa, e julgar itens que ele nunca viu e que não tem a menor ideia do que seja. E por isso julgam item com desconhecimento total do que é. Ai questionamos se a nota baixa foi por manipulação, talvez seja, mas a maioria das vezes é por falta de conhecimento mesmo. Não sabem o que é marujada ou batucada que vão conhecer aqui”, disse afirmando ser necessária uma avaliação demorada sobre o tema e não nas vésperas da festa.

Ao falar sobre sua candidatura a presidência ao boi da estrela Jender revelou que seu sonho sempre foi fazer o Caprichoso um boi profissional administrativamente. “Profissionalizar o boi é pegar o que tem de melhor em cada área e formar um grande grupo”, assegurou destacando o objetivo de despolitizar o boi dando transparências nas contas e buscando mais parceiros na captação de recursos.

Apoio

Jender Lobato tem trabalhado não apenas com a divulgação de seu nome para a eleição do boi Caprichoso, mas articulado apoio conversado com lideranças azuladas e buscando a opinião e sugestão do sócio para idealizar um projeto com a colaboração e o apoio de todos. Dentre os contatos de Jender Lobato estão os ex-presidentes do boi Caprichoso Dodozinho Carvalho e Carmona Oliveira. “O Dodó Carvalho é uma pessoa importante. Foi presidente do Caprichoso, do movimento marujada, é uma liderança no boi e uma pessoa experiente. A gente busca o apoio dele, assim como espero ter o apoio do Carmona (Oliveira). Ele me ajudou na eleição passada é nosso amigo, é querido, foi um grande presidente do Caprichoso e buscamos apoio de todas as pessoas possíveis, pois você não consegue fazer uma candidatura sozinho”, comentou frisando buscar apoio das demais lideranças como Joito Azedo, Rossy Amoedo e Márcia Baranda.

Outro ponto que integra o projeto de Jender Lobato a frente do boi Caprichoso é agremiação autossustentável. “A escolinha do Caprichoso está parada. Então porque não pegamos a mensalidade dos sócios contribuintes para investir na escolinha? E se torna apelo emocional, pois se o sócio não pagar a escolinha poderá ser fechada”, informa.

você pode gostar também