-Publi-A-

Jornalista lança livro que narra trajetória do Engenheiros do Hawaii em Manaus

Bandas de rock — por si só — sempre despertam a curiosidade não apenas de seus fãs, mas do público em geral. Porém, este não foi o motivo que levou o jornalista Alexandre Luchesse a escrever ‘Infinita Highway – Uma Carona com os Engenheiros do Hawaii’, que será lançado em Manaus, hoje, a partir das 17h, na Saraiva MegaStore (Manauara Shopping).

“Em 2015, fiz um especial de 30 anos deles para o jornal ‘Zero Hora’ (RS), mas achei que se fazia necessário cobrir uma lacuna que existia dentro da história do Engenheiros. Ela tinha que ser coberta de alguma forma”, comenta o autor, já por aqui. Foi quando ele — que já era fã dos músicos desde 8 anos, ainda morando no interior do Paraná —, decidiu escrever o seu primeiro livro.

A obra conta com depoimentos importantes de Humberto Gessinger, Carlos Maltz e Augusto Licks (formação auge), além de amigos, familiares, músicos que passaram pelo grupo e profissionais que trabalharam, em algum momento, com eles. “Até com amigos de colégio conversei. O próprio Humberto já havia publicado livros sobre a banda, mas achei que precisava ir além, fazer algo com um panorama mais amplo. E os fãs foram fundamentais nesse sentido, pois eles possuem um grande acervo e muitas histórias”, conta.

E mesmo quando as biografias são autorizadas, as celebridades ainda encontram uma certa resistência. “O Gessinger não leu, porque ele não lê nada que escrevem dele, diz que não quer se influenciar. Mas acreditou muito no meu trabalho. Já o Maltz adorou o livro e, sempre que pode, faz uma divulgação. Com todos tenho uma relação respeitosa. Já os fãs receberam o livro muito bem, de maneira surpreendente. Prova disso é minha vinda para Manaus, que só foi possível porque o fã-clube daqui levantou um dinheiro para fazer o evento”, ressalta.

Com a melhor expectativa possível do lançamento do livro, na cidade, Luchesse adianta que será um final de tarde animado. “Contaremos com fotos raras, elementos raros da banda e, claro, música. Estou bem curioso sobre tudo e feliz por estar em Manaus”, finaliza.

você pode gostar também