Jovem de 21 anos denúncia abuso sexual sofrido desde os 6 anos

Eldiney Alcântara | Josias Silva

[email protected]

Uma jovem de 21 anos, que preferiu não se identificar, venceu o medo e a vergonha e procurou nesta sexta-feira, 25, a Delegacia Interativa de Polícia de Parintins (DIP) para denunciar o abuso sexual sofrido quando ainda era criança. A vítima, moradora do Itaúna II, em Parintins, acusa o tio por um crime que durou 9 anos.

Segundo a jovem, entre os anos de 2005 a 2013 foi vítima do crime Tentativa de Estupro, quando tinha 6 anos e durou até os seus 14 anos. Ela informa que diversas vezes procurou parentes e relatou o fato, porém, sua versão era contestada e justificavam o crime afirmando ser decorrente de “coisa de bêbado”. Em uma das tentativas, ela conta que ficou trancada no banheiro com o agressor e só foi salva por intermédio do irmão, de apenas 15 anos na época.

A vítima conta que “até hoje as lembranças do crime sofrido perturbam” e que só agora tomou coragem para denunciar o fato e espera “providências legais”.

A ocorrência foi registrada como “Estupro Tentado” com base no Artigo 213, que diz: “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”. O crime tem como Pena, reclusão de 6 a 10 anos. O fato também se encaixa no Artigo 14, II, que aponta: Crime Consumado, II – tentado, quando, iniciada a execução, não se consuma por circunstâncias alheias à vontade do agente.

você pode gostar também