-Publi-A-

Juiz adverte TV que atacava Amazonino em Parintins

O juiz Aristóteles Thury determinou a proprietária da TV EM TEMPO Parintins, a empresa Sociedade de Televisão Manauara Ltda., que forneça, em um prazo de cinco dias, todas as cópias dos programas Agora Parintins, exibidos desde o dia 16 de agosto deste ano.
A medida, segundo o magistrado, é provocada pela ação impetrada pela coligação “Eu voto no Amazonas”, do candidato Amazonino Mendes (PDT), com base no fato do apresentador do programa, o radialista Tadeu de Souza, emitir opiniões levianas e tendenciosas contra o candidato pedetista.

Veja a decisão do magistrado


Conforme a petição, no dia 11 de outubro, o radialista usou o espaço para atacar o candidato Amazonino, a fim de promover a candidatura de Wilson Lima.
Conforme a decisão do magistrado, o programa exibido em Parintins promoveu campanha negativa contra o governador Amazonino durante toda a campanha eleitoral. “Parintins foi o único município do interior do Amazonas onde o candidato AMAZONINO MENDES teria obtido votação inferior à obtida pelo candidato WILSON contexto fático que, segundo a autora, denotaria o uso indevido dos meios de comunicação”, escreveu o juiz.
Caso a emissora e/ou responsável pela TV não forneça as cópias no prazo de cinco dias, receberá multa diária no valor de R$ 50 mil até o limite de dez dias-multa.
Histórico de parcialidade
Tadeu de Souza é um radialista conhecido de Parintins por emitir suas opiniões conforme seus interesses. Na década de 1990, Tadeu virou capa de jornal ao ser agredido dentro dos estúdios de uma rádio parintinense, no momento em que emitia opinião contra o prefeito da época, Carlinho da Carbrás.

você pode gostar também