Justiça do Trabalho marca data do leilão de parte do curral do Boi Garantido

A Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido disse que irá recorrer da decisão

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – A Justiça do Trabalho marcou para o dia 24 de julho, às 9h30, o leilão de parte do curral do Boi Garantido, situado na Estrada Odovaldo Novo, em Parintins, para pagamento de dívidas trabalhistas do bumbá. A agremiação disse que irá recorrer da decisão.

Em razão da pandemia do novo coronavírus, a determinação é de que o leilão seja realizado de forma virtual através do link www.amazonasleiloes.com.br. O patrimônio foi avaliado em R$ 2.606.897,80 (Dois milhões, seiscentos e seis mil, oitocentos e noventa e seis reais e oitenta centavos) com lance inicial de R$ 1.303.450,00 (Um milhão, trezentos e três mil e quatrocentos e cinquenta reais). Até o momento 612 pessoas estão habilitadas a participar.

Em nota, o presidente da Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido, Fábio Cardoso, informou que irá recorrer as todas instâncias cabíveis para que o leilão de seu patrimônio não ocorra e afirma que desde 2018, o Garantido honrou mais de R$ 1,3 milhão em acordos na Justiça do Trabalho, sendo que ainda restam cerca de R$ 2,2 milhões a serem sanados. “Perante a Nação Vermelha e Branca e amantes do Festival de Parintins, ressaltamos que nossa Diretoria Jurídica já está trabalhando nos  recursos necessários para impedir toda e qualquer perda patrimonial”, disse o presidente na nota.

Fábio Cardoso ressalta ainda que as obrigações com a Justiça do Trabalho serão honradas quando bumbá receber as cotas de patrocínio para o Festival de Parintins, como ocorre anualmente.

A ordem de venda foi dada pelo juiz da 1ª Vara do Trabalho de Manaus, Djalma Monteiro de Almeida.

O juiz do Trabalho, Antônio Carlos Duarte de Figueiredo Campos, coordenador do Núcleo de Apoio à Execução e de Cooperação Judiciária (NAE-CJ ) e coordenador da Seção de Hastas Públicas (SHP) do Tribunal Regional do Trabalho (TRT da 11ª Região), em substituição, também marcou para 24 de julho, 18 de setembro e 20 de novembro, às 9h30, os leilões virtuais para arrematação do Curral Zeca Xibelão e da Escola de Artes Irmão Miguel de Pascale, do Boi-Bumbá Caprichoso, em Parintins, para pagamento de dívidas trabalhistas. A dívida da agremiação com a Justiça do Trabalho é de R$ 4, 1 milhões.  A diretoria do bumbá ainda não se manifestou.

você pode gostar também