-Publi-A-

Justiça retoma na sexta (19) audiência de processo que investiga morte de miss Manicoré

Kimberly Karen Mota de Oliveira foi assassinada a facadas.

A 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus retoma na sexta-feira (19) a audiência do processo que tem como réu Rafael Fernandez Rodrigues, acusado da morte de Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, ex-miss Manicoré, município do interior do Amazonas. O crime ocorreu em 11 de maio do ano passado, em um apartamento localizado na Avenida Joaquim Nabuco, no Centro de Manaus.

De acordo com a Justiça, a audiência desta semana é continuação da realizada no dia 9 de dezembro do ano passado – quando oito testemunhas, entre defesa e acusação, foram ouvidas pela Justiça, e será realizada por videoconferência, em razão da pandemia.

Além da oitiva de uma testemunha arrolada pela defesa, a audiência incluirá o interrogatório do réu, momento em que o acusado.

Prevista para iniciar às 9h, a audiência será presidida pelo juiz titular da 2.ª Vara do Tribunal do Júri, Anésio Rocha Pinheiro.

Rafael Fernandez Rodrigues será assistido juridicamente pela defensora pública Ellen Cristine Alves de Melo, pois o advogado que o defendia renunciou a pedido do réu.

O assassinato

 

O corpo da Miss Manicoré, Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, foi encontrado na madrugada do dia 12 de maio dentro do apartamento de Rafael Rodrigues, de 31 anos. A última vez que a família teve contato com miss foi dois dias antes, quando ela disse que estava com o namorado.

Na noite do dia 11, familiares foram até o apartamento do suspeito, mas não foram atendidos. Durante a madrugada de terça a família recebeu a ligação da polícia informando que ela havia sido encontrada morta no local.

Na varanda do apartamento do suspeito, a polícia encontrou a faca usada no crime.

Miss Manicoré mantinha relacionamento há dois meses com suspeito do crime. — Foto: Divulgação
Miss Manicoré mantinha relacionamento há dois meses com suspeito do crime. — Foto: Divulgação

Rafael e Kimberly se conheceram em uma boate de Manaus, mas, segundo a investigação, ele já acompanhava a miss pelas redes sociais antes de se relacionarem.

Kimberly era a atual Miss Manicoré e cursava odontologia da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro). Ela foi sepultada em Manicoré, no interior do Amazonas, a 330 Km da capital amazonense.

Rafael, de acordo com a polícia de Manaus, é natural de São Bernardo do Campo (SP) e se mudou para Manaus em 2017, quando ingressou no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11).

Com informações do g1

você pode gostar também