-Publi-A-

Juventude diz não a Reforma Trabalhista

Foto: Katiúscia Ferreira

Josene Araújo | 24 Horas

[email protected]

“Você aí sentado não será aposentado e Fora Temer”. Com esse jargão Parintins se manifestou na tarde desta sexta-feira (28) contra a reforma trabalhista, unindo-se ao processo democrático que acontece em todo o país.

A manifestação percorreu as ruas do centro da cidade com professores, acadêmicos da UFAM, UEA, IFAM entre outras instituições. “Essa caminhada é, em prol aos direitos conquistados com muita luta dos nossos antepassados, dizia o professor Marcos Garcia em um carro volante.

A juventude comandou a caminhada que de forma pacifica demonstraram a força da consciência política dos parintinenses, com faixas, cartazes e ditando palavras de ordem.

“Essa luta é do trabalhador de todas as categorias”, afirmou o professor Noelio do Ifam. Para a professora de História da Uea, Mery Tânia, a presença da juventude demonstrou a busca pelos direitos. “ Nasce uma nova consciência política com essa juventude. Destaco a presença dos acadêmicos do 7º período do Curso de História que estão nos dando orgulho com suas presenças. Eles já sabem o que querem”, disse a professora.

O professor Lázaro Teixeira, considerou um dia histórico para o país. “ Depois de 1917, é a maior greve geral do país exatamente para que possamos garantir aquilo que foi conquistado”, ressaltou.

Segundo ele todos os direitos trabalhistas estão sendo roubados pelo Governo Temer. “ Nós estamos nessa manifestação para tentar garantir, que a luta de trabalhadores, que morreram, derramaram sangue e suor seja mantido. Estão roubando nossos direitos” finalizou o professor.

Fotos: Katiúscia Ferreira

você pode gostar também