Karine Brito declara ser ameaçada para renunciar a Presidência da Câmara

Em pronunciamento na sessão ordinária desta segunda-feira, 16 de maio, a Presidente da Câmara Karine Brito (PHS) apresentou um requerimento no sentido de solicitar da Coordenadoria de Iluminação Pública a reposição das lâmpadas dos postes do final da Rua Professor Mário Jorge Cabral de Melo, no bairro Itaúna II. A parlamentar frisou que os moradores e demais pessoas que trafegam por esta via reclamam da falta de segurança, uma vez que esta fica em total escuridão no período noturno, favorecendo negativamente a ação de assaltantes.

Emocionada e indignada, a Presidente da Câmara Karine Brito lamentou o descaso da Prefeitura Municipal de Parintins com a Secretaria Municipal da Mulher. De acordo com Karine, o Poder Executivo está praticamente extinguindo essa pasta, ao demitir os funcionários e as funcionárias dela. Karine desabafou na Tribuna e disse que as mulheres parintinenses precisam dos serviços desta secretaria.

“Não sabemos se esta secretaria ainda está funcionando realmente, porque as únicas pessoas que ainda faziam algo foram demitidas na semana passada. Esta secretaria não tem estrutura nenhuma e nunca teve, e penso eu que esta secretaria vai fechar. Isso não pode acontecer, pois na inauguração pregavam ser um compromisso com as mulheres parintinenses e eu até fui convidada a ser Secretária e elaborei vários projetos. Porém, tudo o que havia nesta secretaria fui eu quem dei, porque não tínhamos recursos nenhum e tirava o dinheiro do meu bolso para executar ações em prol das mulheres de Parintins. Isso é lastimável e vou continuar denunciando”, afirmou Karine.

Neste desabafo, a parlamentar informou estar sendo ameaçada para renunciar a Presidência da Câmara. “As ações desta secretaria são fundamentais para ajudar as mulheres parintinenses que precisam de apoio, as quais são vítimas de agressões e ameaças todos os dias. Eu já sofri violência física e não recebi apoio de ninguém e agora estou sendo ameaçada por pré-candidatos ao cargo de vereador e infelizmente alguns vereadores desta Casa estão sendo condizentes a isso. Eu quero deixar bem claro que eu não vou me calar. Por isso, precisamos da execução de políticas públicas que beneficiem as nossas mulheres de Parintins”, concluiu Karine Brito.

Texto: Mayara Carneiro

você pode gostar também