Karine Brito solicita construção de Centro de Reabilitação para dependentes químicos em Parintins

A Presidente da Câmara ainda demonstrou preocupação com o descaso do poder público com o Centro de Atenção Psicossocial “Adolfo Lourido”

A Presidente da Câmara Municipal de Parintins em Exercício, vereadora Karine Brito (PHS), apresentou um requerimento no sentido de solicitar da Prefeitura Municipal a construção de um Centro de Reabilitação para dependentes químicos em Parintins. A manifestação ocorreu na sessão ordinária desta segunda-feira, 18 de abril.

De acordo com Karine, a dependência química é uma doença que envolve diversos fatores, uma vez que as pesquisas mostram que o álcool é uma droga potente, a qual altera a consciência e provoca graves efeitos sobre o bem estar físico, emocional e social. Por outro lado, frisou ela, o consumo de drogas tende a aumentar cada vez mais para satisfazer às necessidades, levando o dependente químico a destruição de sua família e de todos que vivem ao seu redor.

“Foi prometida pelo atual prefeito do município em período de campanha a construção do Centro de Reabilitação e hoje venho cobrar pela população que necessita. Isso porque temos uma demanda grande de dependentes nas ruas de nossa cidade. Portanto, peço que ouçam meu pedido de ajuda”, destacou Karine.

A Presidente da Câmara ainda demonstrou preocupação com o descaso do poder público com o Centro de Atenção Psicossocial “Adolfo Lourido”. Karine Brito falou que a criminalidade e a dependência química são resultados lamentáveis dessa irresponsabilidade do Executivo.

A parlamentar também ressaltou sua atuação à frente da Mesa Diretora da Câmara de Parintins no que tange a execução de processos licitatórios. Assim, ela esclareceu que a empresa vencedora da licitação de Publicidade do Poder Legislativo Parintinense é a única responsável por seus atos. “A empresa do Alan Gomes venceu a licitação e eu homologuei o resultado, uma vez que não identifiquei nenhuma irregularidade nos documentos. Portanto, que fique bem claro a todos que os atos dele são problemas dele. Quem vai contratar os veículos de comunicação que vão divulgar as ações da Câmara é a empresa vencedora da licitação”, explicou.

Texto: Mayara Carneiro

você pode gostar também