Leda Nagle sobre sua demissão polêmica da TV Brasil

Nesta quarta-feira (7), Leda Nagle foi informada de sua demissão e disse estar perplexa pela forma como foi desligada da TV Brasil. A jornalista, que comandava havia 20 anos o programa “Sem Censura”, disse que foi pega de surpresa com a decisão e criticou a postura do canal.

Leda disse que a emissora teria honrado um compromisso já firmado. “Mais do que triste, fiquei perplexa com a falta de caráter em dar a palavra de que estava tudo certo, que o contrato seria renovado, deixar a pessoa trabalhar normalmente, sem contrato, acreditando na palavra empenhada e aparecer com advogado, um aditivo e esta desculpa esfarrapada da falta de dinheiro”, escreveu ela em sua conta do Facebook.

Segundo informações do site ‘UOL’, a apresentadora disse que procurou a direção da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) para tratar da possível renovação de seu contrato, que chegou ao fim em 5 de novembro.

Na tarde da última quarta-feira ela disse ter sido convocada para uma reunião, em que foi apresentado o novo modelo de contrato: “Apresentaram um aditivo (tipo um remendo de contrato) que vale por dois meses e termina dia 5 de janeiro, coincidentemente dia do meu aniversário. ‘Estamos sem dinheiro para continuar. Você fica até 5 de janeiro. Em março você propõe alguma coisa e a gente pode até conversar'”.

A jornalista ainda disse que, apesar da justificativa financeira, a emissora não procurou encontrar outra solução: “Não houve nenhuma proposta de redução do valor do contrato, nenhuma tentativa de composição, nem nas reuniões anteriores nem á uma hora da tarde de ontem, quando Laerte Rimoli me demitiu. Foi assim. Foi muito feio. Fiquei e estou muito triste. Mas vida que segue. Sou uma mineira guerreira. Bola pra frente, com certeza. Se Deus quiser”.

 

você pode gostar também