Legislativo debate o trânsito e o transporte no município de Parintins em audiência pública

O vereador Juliano Petro Velho (PDT) e o vereador Nelson Campos (PRTB) comandaram o debate, o qual foi dividido em três blocos: Trânsito, Transporte e Propostas para ação

O Poder Legislativo Parintinense foi palco na manhã desta quinta-feira, 07 de abril, de uma Audiência Pública com o intuito de discutir e debater os mais diversos assuntos relacionados ao trânsito e ao transporte no município de Parintins. O vereador Juliano Petro Velho (PDT) e o vereador Nelson Campos (PRTB) comandaram o debate, o qual foi dividido em três blocos: Trânsito, Transporte e Propostas para ação.

Participaram da discussão os representantes da Empresa Municipal de Trânsito e Transporte; do 11º Batalhão de Polícia Militar de Parintins; da Promotoria de Justiça; da Delegacia do Serviço Militar em Parintins; mototaxistas; taxistas; a população em geral e os vereadores Cabo Ernesto (PEN), Gelson Moraes (PSD), Maildson Fonseca (PSDB) e Mateus Assayag (PR).

O Diretor Presidente da Empresa Municipal de Trânsito e Transporte, Nezias Brelaz, destacou que o objetivo da empresa é organizar o trânsito da Ilha Tupinambarana e garantir a segurança dos pedestres e condutores de veículos. Ele também esclareceu que não há intenção de tirar nenhum taxista ou mototaxistas de circulação. Nezias Brelaz frisou que a finalidade desta audiência é criar o Conselho Municipal de Trânsito com representantes de bairros e de categorias profissionais.

O Diretor Operacional da Empresa Municipal de Trânsito e Transporte, Adson José, disse que a missão da EMTT é planejar e desenvolver ações para organizar, disciplinar e humanizar o trânsito em Parintins, procurando manter o acesso às suas vias de circulação com fluidez e segurança. A proposta visa melhorar, ampliar e sinalizar os espaços de acessibilidade, os pontos de travessia dos pedestres e organizar os locais de estacionamentos, carga e descarga.

A Promotora de Justiça da 2ª Vara da Comarca de Parintins, Carolina Monteiro Chagas Maia, destacou que toda iniciativa deve ser parabenizada quando visa resolver um problema. Segundo ela, o trânsito em Parintins é caótico e o Ministério Público deve fiscalizar o cumprimento das normas em parceria com os demais órgãos.

O Comandante do 11º Batalhão Regional de Polícia Militar, Tenente Coronel Valadares Pereira Júnior, reafirmou o compromisso da PM com a segurança dos parintinenses, através dos esforços desses profissionais. Valadares Júnior frisou que a Polícia Militar tem dado o suporte necessário à Empresa Municipal de Trânsito e Transporte com a disponibilização de Policiais Militares. Para ele, o cenário do trânsito na cidade de Parintins vai mudar para melhor em breve.

O representante da Delegacia do Serviço Militar em Parintins, 1º Tenente Nilton Puentes Dal Ri, frisou que os cidadãos parintinenses devem ter consciência de seus direitos e deveres para garantir a segurança no trânsito. Nilton Puentes destacou principalmente a importância dos condutores de veículos utilizarem o capacete e manterem a atenção no trânsito. Ele colocou a Delegacia do Serviço Militar a serviço dos demais segmentos sociais e da população.

O mototaxistas Cleuton Souza reclamou da situação caótica das vias públicas do município de Parintins, principalmente com relação a grande quantidade de buracos, lixos e entulhos nas ruas. Ele disse que a classe dos mototaxistas contribui no que pode para organizar o trânsito parintinense, mas também evidenciou que esses profissionais precisam ser valorizados pelo poder público, dando-lhes condições de trabalhar diariamente em vias de qualidade.

Dentre as principais propostas apresentadas na Audiência Pública estão:

Cobrança de documentação de todos os veículos, indistintamente;

Cobrança de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) de todos os condutores de veículos, indistintamente;

Melhoria na estrutura das vias públicas, como limpeza das ruas e operação tapa buracos;

Sinalização das vias públicas, com a instalação de semáforos e placas indicativas;

Fiscalização de veículos em relação ao emplacamento e regularização;

Implantação da Escola da Empresa Municipal de Trânsito e Transporte de Parintins; etc.

Ao final da Audiência Pública os participantes destacaram a importância da escolha dos membros para compor o Conselho Municipal de Trânsito. Eles enviarão um documento com todas as propostas apresentadas no debate para análise do Executivo Municipal, o qual será o responsável por nomear os membros do conselho.

você pode gostar também