Leilão da Cidade Garantido arrematada pela Samel é derrubado por decisão liminar de desembargadora 

Foto: Márcio Costa

Um Mandado de Segurança protocolado pela Diretoria do Boi Garantido, no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região, conseguiu, em caráter liminar, reverter a transferência de parte do patrimônio, arrematado em leilão, para o Grupo Samel. A decisão é da desembargadora Solange Maria Santiago Morais.

O recurso foi impetrado pelos diretores jurídicos do Garantido, os advogados Raul Goes Neto e Juliana Ferreira, antes da realização do leilão. Entre as diversas argumentações feitas, esteve a não realização do Festival Folclórico de Parintins, no mês de junho, por conta da pandemia, que trouxe prejuízos econômicos gigantescos ao boi, impedindo de cumprir vários acordos judiciais.

 

O presidente do Boi Garantido, Fábio Cardoso, reitera que em nenhum momento cruzou os braços e manteve luta incessante buscando a preservação do patrimônio do bumbá. Ao grupo Samel, a diretoria manifestou gratidão pela disposição em contribuir com a cultura de Parintins, na qual atuou de maneira exemplar para que a hasta pública não se desenrolasse em prejuízo irreversível.

 

De acordo com o dirigente do Boi Garantido, a atuação, nesses últimos três anos, foi de responsabilidade e cuidado justamente para que o Garantido continuasse sendo um Boi Campeão e orgulho dos torcedores.

 

Decisão Liminar MS Garantido

você pode gostar também