Leiteria Macurany ganha selo do Serviço de Inspeção Municipal-SIM

Parintins (AM) – Com produtos cada vez mais aprimorados e de qualidade, as microempresas do ramo de laticínios ganham destaque e agora é a vez da Leiteria Macurany receber o selo de qualidade do Serviço de Inspeção Municipal-SIM, expedido pela Prefeitura de Parintins.

O documento foi entregue pelo secretário Edy Albuquerque da Secretaria de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Sempa) aos proprietários da Fazenda Macurany, Isandrey Azedo e Michelle Carvalho.

A gestão municipal tem incentivado a regularização das empresas, levando em conta que ao receberem o selo, elas atendem a exigência do mercado que dá preferência aos produtos de qualidade e certificados.

O secretário ressalta a atenção que se tem dado às normas de inspeção e de fiscalização sanitária para a industrialização, beneficiamento e comercialização de produtos de origem animal. “É muito gratificante entregar ao empreendedor a certificação com o selo de garantia. O município conquistou muitos avanços nos últimos anos incentivando pequenas agroindústrias a saírem da clandestinidade para se tornarem empresas certificadas geradoras de emprego e renda”, comemorou.

Os empreendedores informaram que seus produtos já eram inspecionados, mas agora, depois de quase cinco anos de trabalho recebem o selo de qualidade.

A Fazenda Macurany se especializou na produção de queijo coalho tradicional, temperado com orégano e pimenta calabresa, queijo Minas Frescal tradicional, temperado e gourmet, iogurtes, doces de leite tradicional e sabores de coco, cacau, chocolate e café.

“Nosso projeto de leite deu mais um passo de qualidade com a inclusão da nossa Leiteria Macurany no Serviço de Inspeção Municipal”, anunciou Isandrey.

“Muito feliz por fazer parte dessa e outras conquistas que virão”, disse Michelle Carvalho, que agradeceu a coordenadora de Produção Animal, Anne Cristine.

O Serviço de Inspeção Municipal – SIM de produtos de origem animal foi instituído pela Lei 014/2005 e regulamentado pelo Decreto 30691-52, que controla, registra, certifica e monitora toda a cadeia alimentar, desde a sanidade do rebanho até a higiene da industrialização.

você pode gostar também