Líder indígena cobra Caprichoso e Garantido posicionamento pela luta dos povos nativos

Foto: Reprodução.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – O líder indígena e artista plástico, Aldamir Sateré, cobrou pelas redes sociais das agremiações Caprichoso e Garantido posicionamento pela luta dos povos indígenas do Brasil, temas que são apresentados pelos bois no Festival Folclórico de Parintins.

“Se não fosse a pandemia do coronavírus, a essa altura a cidade já estava toda caracterizada de ‘índio’ e de ‘negro’. O espetacular discurso de preservação da Amazônia, da Mãe Terra, do Meio Ambiente, estavam ecoando nos quatro cantos de Parintins. Mas, tudo isso é somente folclore, discurso um tanto vazio”, disparou Aldamir.

O artista plástico criticou ainda, segundo ele, a falta de atitude das diretorias em convidar as lideranças para ser alinhado um discurso e um plano estratégico voltado aos povos indígenas. “As associações em questão nem mesmo honram compromissos com os trabalhadores e artistas contratados, que dirás assumirem um compromisso social com os povos indígenas”, publicou.

Aldamir desafiou ainda os bumbás para uma conversa franca e objetiva e afirma que se posiciona contra a realização do festival neste ano. A festa realizada no final do mês junho está suspensa devido a pendemia do novo coronavírus.

“Sou contrário a realização do festival em 2020 pois perdemos amigos, parentes indígenas. E não é admissível aceitar que seja realizado o festival ainda esse ano. Que me desculpem os torcedores, mas se assim for decidido, ou seja, realizar o festival, a imagem que mais vai ser estampada, cantada e decantada é a imagem indígena, como se nada tivesse acontecido em 2020, principalmente por conta da Covid-19”, disse.

Boi Caprichoso.
Boi Garantido.

A equipe de reportagem não conseguiu contato com o presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato, mas o touro negro postou nas redes sociais na quarta-feira, 18, condolência ao líder Kayapó, Paulinho Payakan, que faleceu dia 17 de junho de Covid-19.

Na batalha contra o novo coronavírus estamos perdendo nossa ancestralidade, o grande líder Kayapó, Payakan partiu e nos…

Gepostet von Boi Caprichoso am Donnerstag, 18. Juni 2020

Enquanto o presidente do Boi Garantido, Fábio Cardoso, disse que não viu a publicação de Aldamir.

você pode gostar também