Luiz Castro esclarece prisão de motorista ligado com o crime organizado

Deputado Luiz Castro.

O deputado estadual Luiz Castro (Rede) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) ontem para esclarecer episódio que envolveu um motorista de sua equipe, acusado de ligação com o crime organizado.

O parlamentar classificou o episódio de “constrangedor” e explicou que Fabrício Lopes Amorim, até então, não possuía antecedentes criminais, havia servido o Exército Brasileiro por 8 anos e cursava engenharia em uma universidade particular de Manaus.

Segundo o deputado, após receber informações sobre o envolvimento de Fabrício com atividades ilícitas, encaminhou pessoalmente, na última quarta-feira (6), esses dados ao secretário de Segurança do Estado, Sérgio Fontes.

“O senhor secretário acolheu as informações e, no sábado, não sei se por uma relação direta com as informações que recebi e repassei ao secretário ou por outras investigações da própria polícia, ele (Fabrício) foi preso com outras pessoas envolvidas no crime organizado. Não fui omisso e infelizmente essas coisas podem acontecer em qualquer equipe”, observou. Mas na hora do noticiário só saiu ali assistente do parlamentar Luiz Castro.

O parlamentar disse também ter dado conhecimento sobre o fato ao presidente da Casa Legislativa, Josué Neto (PSD). “É um desgaste, mas estou consciente que agi com correição, com respeito inclusive a esta Casa Legislativa e informei ao senhor presidente Josué Neto todas as providências que tomei em relação a informar à Secretaria de Segurança as informações que eu havia recebido sobre o envolvimento. Ele (Fabrício) está preso, vai responder à Justiça e nós vamos prosseguir o nosso trabalho”, finalizou.

você pode gostar também