Mais de meia tonelada de drogas é apreendida em porão de barco no AM

Mais de meia tonelada de drogas foi apreendida em uma ação policial por volta de 23h de quarta-feira (14), no Centro da capital do Amazonas. A carga de 600 kg de entorpecentes estava no porão de uma embarcação pesqueira quando foi interceptada pela polícia na Orla da Manaus Moderna. Quatro pessoas foram presas.

Maconha – do tipo skunk – cocaína e pasta base de cocaína foram encontradas dentro de recipientes de óleo automotivo. As drogas estavam escondidas embaixo de peixes pirarucu e sardinha em um fundo falso no porão do barco.

“Eles camuflaram a droga embaixo de peixes e de muito gelo, que uma forma de despistar os piratas do rio. Essa droga foi embarcada no município de Codajás, mas ela vem da Colômbia. Essa foi a maior apreensão da história do Denarc, que tem quase três anos.

O diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), delegado Paulo Mavignier, disse que o grupo era investigado há cerca de um mês. As equipes policiais receberam informações de que os supostos traficantes estariam chegando no barco transportando grande quantidade de drogas.

Foram presos em flagrante: o capitão da embarcação Manoel da Silva Lima, de 57 anos;  Ricardo Tavares dos Santos, de 26 anos; Adrielson de Matos Oliveira, 27 de anos; e Agenor Correa Miranda Filho, de 21 anos. Ricardo era o único com antecedentes criminais. Ele já foi preso por tráfico de drogas e estava em liberdade.

“Primeiro disseram que não tinha droga no b

arco. Chegaram a dizer que uma pessoa desconhecida embarcou a droga, mas depois eles revelaram que não era a primeira vez que transportavam drogas. O grupo fazia a parte logística da organização criminosa”, afirmou Paulo Mavignier.

O capitão da embarcação disse que desconhecia a existência de entorpecentes na embarcação. “Eu não sabia da droga. Não faço ideia quem colocou no barco. Se eu soubesse já tinha falado para polícia”, afirmou Manoel da Silva.

Os outros três presos não quiseram comentar as acusações da polícia.

Os quatro presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. O grupo será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino  (CDPM).

“Ainda não sabemos o destinatário das drogas, mas no decorrer das investigações vamos apurar”, explicou o delegado.

você pode gostar também