Manacapuru: Dois homens foram executados e outros dois ficaram feridos em acerto de contas.

A suspeita da PM é que "Pipão" e "Buda" tenham sido executados pelos mesmos criminosos, em um acerto de contas motivado pelo tráfico de drogas no município. Foto: Divulgação-PM.

Dois homens foram executados e outros dois ficaram feridos a tiros, neste domingo (15), em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). As informações foram confirmadas pelo  comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar (PM) do município, major André Luiz Gioia.

De acordo com Gioia, foram executados Reginaldo Pereira D’Ângelo,  o “Pipão”, 47, que era irmão do vereador de Manacapuru, Beto D’Ângelo (PROS), e Janderson Gonçalves Nogueira, conhecido como “Buda”, 31. O pai de “Pipão”, Antônio Saraiva D’Ângelo, conhecido como “Dois de Ouro”,76, e o cunhado dele, Vinícius Freire Barbosa da Silva, 36, também saíram baleados, segundo informações do major André Gioia.
Conforme o major André Gioia, a suspeita da polícia, é que “Pipão” e “Buda” tenham sido executados pelo mesmo grupo criminoso, em um acerto de contas motivado pelo tráfico de drogas no município. “O Buda era um conhecido traficante de drogas da cidade, já com passagem pela polícia. A informação é que o Pipão trabalhava para o Buda e hoje foram executados por cinco criminosos”, disse.
Segundo o Major André Gioia, “Pipão”, o pai e o cunhado dele foram baleados, enquanto almoçavam em um restaurante na Rua Padre Rafael, bairro São Francisco do município. A quantidade de tiros que atingiram “Pipão”, não foram informadas pelo major.
Ainda segundo o Major André Gioia, o cunhado de “Pipão” foi baleado com dois tiros na coxa direita e foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus. Antonio D’Ângelo, levou um tiro de raspão na perna e foi levado para o Hospital Lázaro Reis, em Manacapuru, onde recebeu atendimento e foi liberado.
Já “Buda”, conforme o major André Gioia, foi executado no terreno da casa dele, na Avenida Ribeiro Júnior, também no bairro São Francisco, enquanto participava de um torneio de pênaltis. “A informação de testemunhas é que o Buda parou para conversar com um homem, que sacou a arma e atirou. Em seguida, o suspeito fugiu em uma motocicleta com a ajuda de outro comparsa. Quase na mesma hora, mais três suspeitos, também em motos, executaram o Pipão, no restaurante”, comentou.
O comandante do 9º BPM informou ainda, “Buda” e “Pipão”, ainda chegaram a serem levados para o Hospital Lázaro Reis, mas já chegaram sem vida.  Os corpos das vítimas fatais foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML), zona norte de Manaus, onde passaram por perícia.
O duplo homicídio e as tentativas de homicídios vão ser investigadas pela Delegacia Interativa de Polícia de Manacapuru.
Do Dez Minutos
você pode gostar também