”MAP precisa retomar todos os voos, não apenas o de Parintins”, dispara Saullo Vianna

Após ser alvo de constantes reclamações de usuários e de denúncias do deputado Saullo Vianna, tanto na Assembleia Legislativa do Amazonas quanto nas redes sociais, a MAP/Passaredo voltou a operar voos para o município de Parintins.

O parlamentar avaliou como positiva a notícia mas reforçou que vai se manter vigilante até que todos os voos para o interior do Amazonas sejam reestabelecidos em sua plenitude. “O consumidor amazonense que mora em Barcelos, Coari, Carauari, Eirunepé, Lábrea, Tefé e São Gabriel da Cachoeira também aguarda com expectativa que a MAP volte a manter voos regulares para seus municípios. Iremos continuar cobrando soluções”, adiantou.

Saullo que, na semana passada, esteve na sede da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em Brasília, lembrou que já vinha denunciando o desserviço da MAP no Amazonas desde outubro. O deputado citou duas situações que resultaram grande número de reclamações junto ao seu gabinete: os preços abusivos praticados pela MAP e o cancelamento das operações para Coari, Tefé, Eirunepé, entre outros municípios.

“A MAP, no dia 15 de outubro, emitiu comunicado informando o fim dos voos nesses municípios, sob a desculpa de que os aeroportos apresentavam problemas. A Infraero negou e disse que todos os aeroportos citados atendiam às normas exigidas pela Anac, ou seja, a empresa agiu de forma irresponsável, trazendo inúmeros prejuízos para os clientes e para a economia do Amazonas”, pontuou.

Soluções

Por meio de requerimentos encaminhados ao Procon, à Anac e à própria MAP, em outubro, Saullo Vianna pediu explicações e providências quanto aos atrasos e cancelamentos de voos, e solicitou a retomada das operações no interior.

No dia 20 de novembro, em Brasília, o parlamentar participou de reunião na sede da Anac, ao lado do senador Omar Aziz , deputado federal Sidney Leite e da deputada estadual Joana D’arc. Na ocasião, foram apresentadas as reclamações e denúncias contra a empresa.

“Houve denúncias, inclusive, apontando a falta de manutenção nas aeronaves com relatos de pane seca. Fomos pedir a intervenção do órgão uma vez que a MAP/Passaredo não trata com respeito os amazonenses. Lamentavelmente, a Anac disse que não podia fazer nada.”

Na avaliação do deputado, a retomada do voo para Parintins é o primeiro passo. Porém, disse que vai continuar pressionando para que a MAP regularize os voos em todos os municípios afetados com o “apagão aéreo.”

você pode gostar também