Mapa do Iphan cataloga 1,4 mil etnias indígenas no país

ais de 1.400 etnias indígenas foram catalogadas e fazem parte de um mapa lançado nesta quinta-feira pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Esta é uma versão moderna e atualizada do mapa etno-histórico do Brasil e Regiões Adjacentes, elaborado no início do século 20, com foco em retratar a quantidade e diversidade étnica e linguística.

Agora, ao pesquisar sobre a configuração de etnias indígenas pelo território brasileiro, os usuários podem utilizar filtros de buscas detalhados e em seguida, receber informações linguísticas e de localização.

A presidente do Iphan, Larissa Peixoto, explica a importância de modernizar esse mapa.

“A plataforma busca tornar mais acessível a sociedade, a história do Brasil e assim promover a diversidade linguística brasileira. O mapa documenta a diversidade social e cultural do território nacional e adjacências reunindo cerca de 1.400 etnônimos indígenas e 972 referências bibliográficas sobre os povos indígenas.”

O responsável pela primeira versão do mapa foi o etnólogo alemão, Curt Unckel, que dedicou seus trabalhos de pesquisa a causas indígenas no Brasil. Por aqui, os Guaraní, batizaram Curt como Nimuendajú – nome da atual versão do mapa e que significa fazer moradia.

A nova versão do mapa pode ser acessada aqui

 

Com informações da Agência Brasil

você pode gostar também