Márcia, Bi, Messias, Adson e Maria Altair registram candidatura à prefeitura

Cartório Eleitoral de Parintins registra cinco candidatos a prefeito e nove coligações. Foto: Marcondes Maciel

“Vamos publicar o edital no mural eletrônico e será aberto o prazo de cinco dias para que as coligações, partidos e o Ministério Público Eleitoral possam pedir a impugnação de qualquer candidato”, frisou.

Marcondes Maciel | Repórter Parintins

Parintins (AM) – Os técnicos do Cartório Eleitoral da 4ª Zona de Parintins receberam até às 19h de segunda-feira, 15 de agosto, nove pedidos de coligações partidárias e cinco solicitações de candidaturas majoritárias para concorrer à vaga do atual prefeito Alexandre da Carbrás (PSD).

Os técnicos permaneceram nas dependências da Justiça Eleitoral até por volta da meia noite, devido ser a data final para que as siglas eleitorais fizessem o registro de candidaturas dos escolhidos para concorrer às eleições de outubro, quando serão disputados os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador.

De acordo com as informações preliminares obtidas pela reportagem juntos aos representantes de coligações no salão do Cartório Eleitoral, o grupo liderado pelo candidato Frank Luiz Garcia (PSDB), registrou cinco coligações, num total de 20 partidos coligados. O grupo da candidata Márcia Baranda (PMDB) registrou duas coligações e o grupo comandado pelo prefeito Alexandre da Carbrás (PSD), que não vai concorrer ao pleito, registrou uma coligação.

O partido Rede Sustentabilidade registrou Adson Ribeiro como candidato a prefeito e o PSOL registrou a professora Maria Altair Navegantes como candidata a prefeita. O candidato Messias Cursino (PDT) foi um dos primeiros a comparecer ao prédio do Cartório Eleitoral e também registrou sua candidatura a prefeito do município.

De acordo com o chefe do Cartório Eleitoral, Antônio Mariano, devido o congestionamento no sistema de candidatos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), houve uma lentidão no processo de registro. “Esse ano tivemos alguns problemas técnicos. Entretanto, o sistema está funcionando um pouco lento e as pessoas deixam tudo para o último dia, onde o país todo está recebendo, isso deixa o sistema mais pesado”, explicou.

Antônio Mariano esclareceu que o número total de candidatos a vereador em Parintins deve ser computado assim que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) atualize os dados. “Vamos publicar o edital no mural eletrônico e será aberto o prazo de cinco dias para que as coligações, partidos e o Ministério Público Eleitoral possam pedir a impugnação de qualquer candidato”, frisou.

Antônio Mariano informou que a partir de agora a Justiça Eleitoral vai autuar os processos e o juiz eleitoral e o promotor eleitoral tomarão a decisão em sentença sobre o deferimento ou não das candidaturas. “Depois que fizermos o estudo de todos os processos, iremos notificar as coligações e candidatos para que apresentem, no prazo máximo de 72 horas. Caso não apresentem, nós certificamos nos autos e juiz pode até indeferir o registro de candidatura do candidato”, disse.

Propaganda Eleitoral

A partir de terça-feira, 16 de agosto, a propaganda eleitoral para o pleito de outubro será permitida na internet e nas ruas. De acordo com a Lei Eleitoral, os candidatos podem participar de carreatas, distribuir panfletos e usar carros de som de 8h às 22h. Também estão permitidos comícios das 8h às 24h.

A propaganda eleitoral no rádio e na televisão deve começar no dia 26 de agosto. A reforma eleitoral aprovada no ano passado reduziu de 90 para 45 dias o período de campanha.

você pode gostar também